terça-feira, 11 de novembro de 2008

Não espere que a RBS dê essa notícia

Na próxima sexta-feira, dia 14, acontecerá a Assembléia Geral do CPERS/Sindicato, com os professores da rede estadual do Rio Grande do Sul. O evento será realizado no ginásio Gigantinho, com início previsto para as 13:30h. As principais discussões, além da reinvidicação salarial e da defesa dos planos de carreira, serão em torno da implantação do Piso Nacional do Magistério, estabelecido por lei federal, mas contestado com uma ação no Supremo Tribunal Federal pela governadora tucana Yeda Crusius.
A propósito, o tablóide Zero Hora, do grupo RBS, estampou, nesta terça-feira, uma nota de 200 caracteres, sem título, com a "posição oficial do governo" sobre o assunto. Segundo Rosane de Oliveira, a colunista adestrada que a publicou, o governo estadual "bateu o martelo" e vai fincar pé na remuneração de R$950 para a jornada de 40 horas, incluídas as "vantagens" pagas em dinheiro, como a gratificação de difícil acesso. Para os professores, esse piso regional sugerido pela tucana beira o deboche, já que o Piso Nacional estabelece esse mesmo valor como vencimento básico.
A tropa de choque midiática escalada para blindar Yeda, obviamente, não vai dar ao tema a importância que este merece. O sempre facundo Lasier Martins, de quem já tratamos em postagem anterior, talvez faça alguma menção ao clima atmosférico no dia da Assembléia, exaltando a beleza da luz primaveril. Os noticiários das demais máfi... ops!... redes - todos patrocinados pelo Banrisul, o banco estatal gaúcho - cumprirão seu dever cívico e lerão, com certa gravidade, o press release gentilmente distribuído pela Secretaria da Educação.
Restam aos professores gaúchos que não puderem ir ao Gigantinho duas maneiras de saber o que passou na Assembléia: clicar aqui no site do Cpers/Sindicato ou vir direto ao Cloaca News, que estreará sua unidade Roto-Rooter de Reportagem.
E, já que estamos aqui, não custa especular: considerando a postagem abaixo, será que os professores que dão aula à tarde e que estiverem na Assembléia já sairão do local algemados como criminosos, como reza o espírito do Decreto 45.959, que já está em vigor?

3 comentários:

helioborba disse...

A Imprensa Corrupta Brasileira está escondendo a Yeda Crusius e não divulga nada sobre ela nos outros estados.
Só espero que os gaúchos não a reelejam.
O blog está ótimo.
APOSENTADO INVOCADO.

romério rômulo disse...

pergunto:
é possível a cloaca cuidar de um
"reinaldão" nos comentários do
"amigos do presidente lula"?
romério

Carlos Eduardo da Maia disse...

Hoje eu li a ZH e mudei de opinião sobre a questão dos pedágios. A princípio eu era a favor a renegociação dos atuais contratos, mas a ZH mostrou quais os benefícios que teria o povo do Rs com a renovação: 160 km de duplicação. Ora, 160 km é muito pouco para manter engessado por 15 anos os atuais contratos.