terça-feira, 11 de novembro de 2008

Não é só aqui

Para não abrir o bico, jornalistas exigem dinheiro
Despacho da agência Reuters informa que o governo chinês investiga "jornalistas" – alguns profissionais, outros não – que teriam pedido dinheiro ao proprietário de uma mina de carvão para não publicarem informações sobre um acidente que matou uma pessoa. Segundo o diário Beijing News, a mina não comunicou a morte ao governo local, na província de Shanxi, quando o episódio aconteceu, em setembro. O proprietário acabou sendo multado em US$ 1.170. As minas de carvão na China são as mais perigosas do mundo; apenas no ano passado, quase quatro mil pessoas morreram em acidentes. Esquemas envolvendo jornalistas e pessoas que se passam por repórteres para pedir dinheiro a fim de não divulgar estes incidentes são comuns naquele país. Em outubro, foram presos quatro homens que tentavam extorquir dinheiro de um funcionário do governo local, ameaçando escrever informações sobre o abuso do uso de energia pelo governo. Em janeiro, um repórter de um jornal de Pequim foi morto a pancadas durante uma investigação sobre uma mina de carvão não licenciada em Shanxi. Ele não tinha credencial de imprensa e estaria subornando os proprietários da mina.
Nós, que não estamos acostumados a essas coisas, estranhamos muito, não é?

Um comentário:

BLOG DE UM SEM-MÍDIA disse...

Prezado colega blogueiro,
É com alegria que vemos surgir mais um blog qualificado para combater a mídia golpista.
Tomei a liberdade de postar no meu blog http://blogdeumsem-mdia.blogspot.com
o texto sobre os jornalistas que pedem dinheiro.
aquele abç Carlos Dória