quinta-feira, 27 de novembro de 2008

VÃO ARDER NO MÁRMORE DO INFERNO

CNBB manda bispos esculhambarem o Governo Lula mas não assume autoria das críticas
. O repórter Maurício Simionato, da Agência Folha, foi a Indaiatuba, interior de São Paulo, cobrir um congresso internacional da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil - CNBB. Eis o seu relato. "Documento da Igreja Católica intitulado "Análise da Conjuntura", divulgado ontem durante congresso internacional em Indaiatuba (SP), critica a ação do presidente Luiz Inácio Lula da Silva frente à crise econômica e diz que "Lula entregará ao seu sucessor ou sucessora um país em situação tão precária quanto a que recebeu". Ao tratar do tema "A política econômica do Brasil frente à crise", a análise aponta que "o presidente continua dando força ao agronegócio e à mineração, sem atentar para os danos ambientais", e que isso gerará "a crise ecológica" no país. "Tudo se passa como se o aumento da produção para a exportação fosse uma solução e não um paliativo que adia a crise econômica, mas antecipa a crise ecológica, que é muito mais grave e que prejudicará mais os mais pobres do que os ricos", diz um trecho do texto. O documento tem dez páginas e é assinado por padres e teólogos que são assessores da CNBB (Conferência Nacional dos Bispos do Brasil). A "Análise de Conjuntura" foi feita a pedido da CNBB para orientar os bispos sobre temas atuais. Apesar disso, há uma aviso no início do texto que diz que "este não é um documento oficial da CNBB". A análise foi divulgada durante congresso internacional "Cultura da vida e cultura da morte", promovido pela CNBB e pela Pontifícia Academia Pro Vita, um centro de estudos do Vaticano. O evento começou anteontem e termina amanhã. Entre os temas discutidos por especialistas estão aborto, eutanásia e bioética. Ainda no tópico que trata da crise econômica, os religiosos indicam que a política industrial do governo federal "vai no sentido de favorecer a indústria automobilística, como se ela tivesse futuro". "Fazendo de conta que a crise é apenas financeira e que o capitalismo encontrará uma solução tecnológica para os problemas de energia e de meio-ambiente, Lula entregará a seu sucessor (a) um país em situação tão precária quanto a que recebeu, com o agravante de um contexto mundial em recessão e não em crescimento", diz trecho do documento. "

9 comentários:

jbmartins disse...

Sou catolico praticante, mais acho que os Bispos, os Padres e outros envolvidos com religião tem um trabalho ha fazer, que é salvar o espirito, e trazer mais fieis as igrejas, com isto muitos problemas sociais seriam resolvidos, eles não conseguem colocar fieis nas igrejas ainda querem cuidar de Politica. Pode.

SARAIVA13 disse...

Concordo com jbmartins, porque também sou católico praticante e já assisti pelo menos duas missas em Igrejas e com Padres diferentes que atacaram diretamente o LULA, fatos ocorridos pouco antes do 1º turno das eleições de 2006. Um deles deles disse coisa parecida com : "devemos pedir e esperar alguma coisa de Deus e não de LULA e seu Governo". Outro fez critica ao Presidene Lula, mas não recordo bem o que disse.
Não faz muito tempo um dos Padres da Igreja que sempre frequento no meu bairro, sem mencionar LULA, parecendo revoltado pela no caso do julgamento pelo STF do caso de aborto por acefalia, criticou duramente os Poderes Executivo, Legislativo e Judiciário ( sei que ele é culto e sabe a diferença e independência entre os poderes ), como se o Poder Executivo que tem como Chefe o Presidente LULA tivesse alguma coisa a ver com o julgamento do STF.
É lamentável, mas já escrevi que alquns segmentos da Igreja Católica defendem até hoje Generais Torturadores da Ditadura.
Saraiva

Carlos Eduardo da Maia disse...

É importante lembrar que esse mesmo congresso de Bispos também se manifestou contra a utilização de células tronco embrionárias, contra o aborto, contra as formas de contracepção, fez críticas à separação da sexualidade com a procriação e outras ideias feudais.Afinal das contas, o que os santos dos bispos querem? Que a sociedade brasileira composta de 200 milhões de almas invista em quê? Apenas na pequena propriedade rural que não tem condições de fixar os seus filhos na terra? Além do mais, é muito questionável afirmar que o modo de produção e consumo da sociedade brasileira está ultrapassado. É o mesmo modo de produção e consumo das sociedades socialmente desenvolvidas. É claro que deve haver responsabilidade ambiental ( e a lei brasileira, nesse sentido é uma das mais desenvolvidas no mundo). Mas francamente não dá para levar a sério o que dizem essas pessoas que gostam de usar seus "poderes espirituais".

Anônimo disse...

É, de fato...estou envelhecendo!!! Lembro-me perfeitamente, anos 80, o púlpito de minha paróquia ter se transformado em verdadeira campanha eleitoreira pró-lula, o salvador dos pobres e desvalidos. De tal forma que o sermão, a essência, a Palavra e até os míseros (e miseráveis) dogmas perderam-se...Mudei de paróquia mas, o mesmo ocorria, estado eufórico e/ou febril?
E agora esta pérola? Da CNBB. Tempos estranhos!
Blogueiro, se puder, nos explica esse empréstimo para a Petrobras?
Alonso.

Marcelo disse...

Igreja Católica= igreja de ricos. Fui católico e me sinto muito bem em não fazer mais parte dessa religião..

Anônimo disse...

Aqui, aqui
e aqui.

trombeta disse...

O que esperar da religião dos ricos, para eles o fato de o governo Lula ter tirado milhares de pessoas da miséria é só um detalhe.

José Henrique disse...

Acabo de ler um desmentido no site CNBB sobre tal documento. Também su católico praticabte e não podemos criticar a Igreja pois ela são dirigidas por humanos e na imensidade dos padres e bispos existem aqueles que são favoráveis aos mais necessitados. Tenho saudades de D. Luciano, D. Paulo Evaristo, D. Helder que foram bispos que lutarram lado a lado com os miseráveis. Hoje vejo padres e bispos mais preocupados com os ricos. Vejo a Igreja di Brasil se transformando na Ireja européia onde uma celebraçáo dominical é frequentada por 15 a 20 pessoas. Sugiro aos católicos que escrevam a CNBB protestando contra tal atitude, pois como eu escrevi são 10.000.000 de novos empregos, sã« milhões e milhões de pessoas que sairam da míseria. E não condenem a Igreja pois muitos dos sacerdotes apoiam os movimentos sociais.

Anônimo disse...

AS IGREJAS VIVEM DE DONATIVOS DOS POBRES E PUROS DE ESPÍRITOS, MAS DEFENDEM OS RICOS, AGIOTAS E PILANTRAS. POIS, OS PADRES, BISPOS E ARCEBISPOS PREFEREM OS RICOS QUE ROUBAM AS ECONOMIAS DA NAÇÃO MOSTRANDO UM BANANA PARA A IGREJA FUNDADA POR PETRUS. TENDO COMO OBJETIVO OS SETE PECADOS CAPITAIS E COM ANUNÊNCIA DESSES QUE ESTUDARAM DE GRAÇA NAS CUSTAS DO POVO FAZENDO O VOTO DE PROBREZA E CASTIDADE. PARASITAS E PILANTRAS ESTAMOS DE OLHO EM VOCÊS.
ASSINADO:OLHAIS E VIGIAIS OS LÚCIFERS DEFENDORES DAS ELITES E DA BURGUESIAS DESTE PAÍS CHAMADO BRASIL, CASO NÃO ESTEJAM SATISFEITO VÃO PASTAR EM OUTRA PARADAS. PORQU O VENTO DA LIBERDADE ASSOPRA EM NOSSOS CORAÇÕES.