sábado, 6 de dezembro de 2008

VENDE-SE UM TELEJORNAL. BARBADA! TRATAR NA RBS

Sabujo-mor da máfia midiática gaúcha faz reportagem-michê em feira agrícola do interior do Estado
.
(Se você está chegando agora e não sabe quem é Lasier Martins, nem tudo está perdido: vá até a barra lateral, à direita, bem abaixo, e clique no tópico alusivo a este cavalheiro; depois, continue a ler aqui)
.
Um dos filés da programação regional da RBS TV (afiliada da Globo), no Rio Grande do Sul, é o Jornal do Almoço, exibido diariamente às 12h, exceto domingos. Pelo seu alcance e pela sua audiência, não seria exagero afirmar que é o programa mais importante na grade local do grupo. Desconhecemos os números exatos de seu faturamento publicitário, mas não duvidamos de que ali rola um dinheirinho fácil. Vira e mexe, o programa é gerado fora de seu estúdio tradicional, geralmente em exposições e festas municipais do interior. Nestas ocasiões, quem assiste ao noticioso e vê seus apresentadores debaixo de sol escaldante, ao vivo, imagina que todo aquele denodado esforço é feito em nome da relevância jornalística e do irrefragável interesse público. Este Cloaca News pode não ser lá essas coisas em matéria de lhaneza de trato. Também não se sente apto a fazer análises acadêmicas de escol à luz das Ciências Políticas ou da Semiologia saussuriana. Se quiser nos chamar de toscos, rústicos ou até medíocres intelectuais, não nos sentiremos ofendidos. A única coisa que você jamais poderá dizer a nosso respeito é que inventamos assunto. Isto posto, passemos adiante. Pessoalmente, já vimos o Jornal do Almoço sendo gerado dos seguintes municípios gaúchos: Osório, Tramandaí, Bento Gonçalves e mais alguns outros lugares que não vêm ao caso. Arma-se o circo e transmite-se o espetáculo. O que não é informado ao telespectador é que a trupe jornalística itinerante está ali porque recebeu um polpudo cheque dos anfitriões. Estes, por sua vez, têm direito a escolher as pautas e até a elaborar o script. Podem, inclusive, fazer a direção de cena, marcando os passos dos apresentadores!
Nossa fonte é absolutamente segura, uma vez que já foi contratante desse "serviço". E ela nos disse o quanto pagou pelo Jornal do Almoço: para o seu evento, custou R$ 40 mil reais. Com direito ao comentário de Lasier Martins, de corpo presente. Grátis, uma reprise do programa na TVCom, o canal UHF da RBS em Porto Alegre. Nesta sexta-feira, 05/12, o Jornal do Almoço não precisou ser "deslocado" para outra praça. Mas faturou um extra enviando seu facundo e palavroso comentarista "político" até a aprazível cidade de Erechim, região do Alto Uruguai, a 362 quilômetros da capital. Lasier Martins, o jornalista que atualmente só entra em cena para adular e proteger o governo fascista da tucana Yeda Crusius ou para esculhambar o governo Lula, surge na telinha, diretamente da FRINAPE, uma feira da indústria e da agropecuária regionais, entrevistando a Rainha da festa, não sem antes nos apresentar uma pantagruélica mesa montada no centro de uma quadra poliesportiva, debaixo do sol a pino. "Uma grandiosa feira", ele leu no papelzinho. E como foram importantes aqueles preciosos minutos em que Lasier nos mostrou um descomunal salame, mais os queijos, os pães, as cucas, as compotas, os...ovos de codorna - veja você! - e até uma garrafa de "cachaça envelhecida em barris de carvalho"... Que jornalismo apetitoso, esse do Jornal do Almoço! Por R$ 40 mil reais, você também pode encomendar o seu - tabela cheia, incluindo as risonhas apresentadoras; se levar só o Lasier, pechinche, que eles certamente farão um bom desconto. Não acredita? Clique aqui e assista ao bloco todo, com direito a uma rapadura e a um vistoso salsichão.

5 comentários:

Anônimo disse...

huhauhuahuahuau....

mas como são chinelos...

E tem gente que pensa que eles dão alguma bola para o interior do estado.

Pedro.

Jonas- Canoas disse...

É muita cara de pau dessa emissora. Mandar o careca pra falar de salame é dose. O pior é saber que é matéria paga, como devem ser as outras também.

jbmartins disse...

Aqui em SC (Florianopolis)tambem temos um que adora se perder nos conselhos de moral, e cobrar muito do Lula, trata-se do Sr. Luiz Carlos Prates, o cara se acha.
Eu as vezes fico pensando como nunca é divulgado por meios da comunicação o lado podre dos apresntadores, comentaristas, etc.... ou eles são mesmo uns anjos de gente.

Anônimo disse...

Cada dia q passa, mais esparramo sobre o Cloaca. Me identifico. Sou de esqerda, petista, Lulista e brasileiro - qer mistura mais odiosa aos olhos dos 7% q controlam nossa mídia do jabá? Pois bem, lí o texto. Ótimo, reflete o tele-caipirismo metido a pop dessa txurma q, nao tem lado, só bolso. Sao assim em Floripa, esse asqeroso Prates, q dá vomito, vem rosnar justo na hora em q estamos comendo. Em Curitiba nao é diferente, é "ex-radialista" criminalizando Lula + o PT + a Via Campesina + a CUT + o MST (o tempo todo) enfim, demonizam todo e qlqr movimento social e, de qebra, até hoje lambem as botas dos ladroes do Banestado. Em SP, nem precisamos falar, usam e abusam de "experts" do porra nennhuma, 1 bando de manés q lecionam na USP, ex universidade hoje pocilga Demo-tucana, onde fazem a festa dos nazi-fascistas bandeirantes. No Rio, a coisa chega ás raias da loucura: vale tudo prá demonizar o povo e pasmem, desde q Brizola foi eleito pela 1ra vez, ainda nos anos 80, a Der Göbbels só faz satanizar a própria cidade. Nao há dia em q nao ataqem os pobres chamando-os de bandidos, "moradores de favela ou do subúrbio" e/ou de criminosos. Tudo naqela já manjada e hedionda forma Platinada de fazer apologia do neoliberalismo e das privatarias - seu mote e seu norte. E assim é pelo Norte e pelo Nordeste - na há canto no Brasil onde a mídia podre e corrupta nao esteja trabalhando caninamente contra a democracia. Craro, na raíz de tudo está a grana q rola frouxa, nem tao por baixo dos panos assim. Daniel Mendes molha a maozinha de qlqr tipo de figura: nao interessa se é de mídia, do Judiciário, de quartéis, de políticos locais/regionais/nacionais etc. E, como regra é regra, nunguém garante q os bandidos endinheirados da FIERG + FIESC + FIEPR nao usem seus "métodos de trabalho". Adaptam-se a seus recantos, mas sao fezes como em qlqr latrina. Agora juntaram seus capangas do Congresso em nova sigla de fazer corar até Mussolini. PSDB + PPS + DEMO formaram o tal BDR - bloco democrático reformista (reforma aqí entanda-se: qeremos as chaves do cofre já!). Na verdade, podem mesmo ser chamados de Bloco Da Ratazana ... É acinte q nao acaba mais. Lula neles!
Inté
Murilo

Luiz Moura disse...

Olha que agora já são quase duas da madruga e eu quase que me acabo de tanto rir. Esta postagem é descreve com precisão cirúrgica o que acabo de assistir, só faltou mesmo este grand finale do Elvis. Porra, depois vocês acham ruim do sarro que os cariocas tiram de vocês. Volto em breve, gostei muito e ainda estou rindo.