domingo, 18 de janeiro de 2009

PRATO DO DIA: NOBLAT COM BATATA ASSADA

.
Como faz rotineiramente – para encher linguiça – , o afamado jornalista Ricardo Noblat pescou no alheio algo para enfeitar seu afamado blog, homiziado no portal do jornal O Globo. No caso, Noblat foi ao site da BBC Brasil e voltou de lá com uma materiazinha fria e bobinha sobre as gafes cometidas pelo ainda presidente americano George W. Bush nos últimos oito anos. Como convém a uma respeitável organização noticiosa, o texto da BBC limitou-se a preceder sua lista com este sóbrio subtítulo: “Todos os políticos cometem gafes e falam coisas sem pensar. Mas o presidente americano, George W. Bush, conseguiu tornar-se notório por isso”. Ocorre que Noblat, esta reserva moral do jornalismo pátrio, não se contentou com a mera reprodução do artigo e resolveu “agregar valor” à mercadoria, tascando o seguinte título: “Vocês pensam que só o Lula diz bobagens?”. Como vemos, o barrigueiro-mor das Organizações Globo não enxerga qualquer problema em ultrajar o Presidente da República da maneira mais torpe e rasteira possível. Na certa, imagina o boquirroto que sua pilhéria vai contribuir para o aperfeiçoamento das nossas instituições democráticas e que seus leitores, de altíssima extração, o carregarão em triunfo por ele ter exposto o Chefe da Nação ao ridículo. Ricardo Noblat - não duvide - julga-se uma potestade da Imprensa. E deve achar, também, que a memória curta dos brasileiros já tenha deletado seu passado trevoso. Pois a memória do editor deste Cloaca News vai muito bem, obrigado. E, em nome da missão a que nos propusemos cumprir (como se lê na barra aí do lado direito), sentimos que é chegada a hora de resgatar um dos episódios mais sórdidos da vida brasileira, protagonizado à sombra por Noblat, quando este ainda era o Diretor de Redação do jornal Correio Braziliense. Vamos aos fatos. Junho de 2000 – O então senador Luiz Estevão tem seu mandato cassado. Descobre-se que no dia seguinte ao da cassação o painel de votação do Senado tivera seu sigilo violado. Autores da falcatrua: o finado Antônio Carlos Magalhães e o atual governador do DF, José Roberto Arruda (na época, líder do governo FHC no Senado).
Abril de 2001 – Numa quarta-feira, dia 18, a jornalista Valéria Blanc, colunista do Correio Braziliense, publica nota afirmando que FHC tinha pleno conhecimento da violação do painel de votação do Senado.
Assim escreveu Valéria: “No dia seguinte à cassação do mandato de Estevão, Arruda entrou no gabinete de ACM — à época o presidente do Senado —, olhou-o e disse: ‘‘O senhor está sentado?" Com sua habitual verve, ACM respondeu: ‘‘Você não está vendo que sim?!" Arruda prosseguiu: ‘‘Está comigo a lista de como os senadores votaram ontem a cassação de Luiz Estevão". ACM fitou o tucano e perguntou: ‘‘Você já mostrou isso ao presidente (da República)?" Resposta: ‘‘Já mostrei."
Como era de se esperar, ACM negou ter travado tal diálogo, mas admitiu que teve a posse da lista. A repórter do Correio jamais desdisse o que publicara. A denúncia era gravíssima, e poderia levar ao impedimento de FHC. Naquela época, este editor do Cloaca News que lhe escreve considerou estranhíssimo que o até então brioso Correio Braziliense tivesse arrefecido no aprofundamento do tema e, por e-mail, interpelou o Diretor de Redação, Ricardo Noblat. Este, por sua vez, respondeu que, com a negativa de ACM, o assunto não poderia ser levado adiante. Questionado novamente por este escriba, que quis saber se Noblat achava que sua repórter teria inventado aquela história, o Diretor de Redação foi categórico: ela não inventou. Então – replicamos – o Sr. sabe que FHC sabia da violação, mas vai ficar quieto apenas porque ACM nega o diálogo? A resposta de Noblat, - a última de nossa troca de e-mails – foi laconicamente afirmativa.
Ao juntarmos as peças, vemos que, naqueles tempos, a jornalista Rebeca Scatrut, esposa de Noblat, fora contratada com exclusividade para prestar assessoria de Imprensa ao Ministério da Reforma Agrária, então comandado pelo ministro Raul Jungmann. Um contrato milionário, é bom que se registre, maior até que um outro que Rebeca conseguira graças à intermediação do marido junto ao governo do DF, na época de Cristovam Buarque. E, veja você, cara leitora, caro leitor: nenhum jornal brasileiro falava tanto (bem, claro) do ministro Jungmann quanto o Correio Braziliense, dirigido pelo impoluto Ricardo Noblat.
Janeiro de 2007 – A Procuradoria da República no Distrito Federal denuncia Raul Jungmann e mais oito pessoas, entre elas Rebeca Scatrut, por participar de um esquema de desvio de R$ 33 milhões de verbas públicas para pagamento de contratos de publicidade no Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra) quando era ministro do Desenvolvimento Agrário na gestão de Fernando Henrique. Convém lembrar, também, que o próprio grupo Diários Associados já acusou Noblat de ter usado o cargo de diretor de Redação do jornal Correio Braziliense para beneficiar os negócios da empresa de sua cara-metade. Poderíamos continuar esse blablablá aqui, mas, você quer mesmo ouvir o resto dessas... bobagens?

20 comentários:

Lingua de Trapo disse...

O que mais deixou enfurecidos malacas como o Noblat foi o Presidente Lula afirmar que sequer dá ao trabalho de ler o que eles tem tanto esmero em escrever. E este sentimento caro Cloaca, de ser desprezado, é mais devastador do que o de ser odiado, pois a este ainda resta a lembrança a quem odeia.

Helena™ disse...

Will Smith! Will Smith! Essa dicussão do Noblat vai longe.

Acabo de me lembrar um fato acontecido ano passado.Para tirar o foco da atenção do depoimento na CPI do assessor do senador Alvaro Dias, o bloguero milongueiro Noblat derrubou um avião. Passou falsa informações para os deputados...

Na ânsia de buscar fatos reais ou imaginários negativos o Noblat passou por um vexame histórico ao "noticiar" a queda de um avião da Pantanal sobre um bairro de SP. O ridículo começou pela Globonews, mas ninguém assumiu o vexame, todos culparam fontes imaginárias pela barriga vergonhosa. A Globo, embalada pela falsa notícia do Noblat, que ligou para deputados do PSDB durante a CPI, e todos os "concorrentes" primeiro noticiaram uma tragédia terrível e depois foram ver se era verdade ou não. Fosse verdade dezenas teriam morrido, talvez centenas. Felizmente a única morte foi de uns colchões que pegaram fogo em uma loja próxima ao aeroporto em SP, e claro, do pouquinho que resta de credibilidade da mídia corporativa.


Então caro amigo Cloaca, eu o convido para fazer um post só com as comida de mosca, barrigada e os fora...do Noblat

Haertel disse...

O esporte nacional do momento deixou de ser o futebol e passou a ser o de chutar cachorro morto e desrespeitar o Presidente da República. Acompanhando o grande jornalista Noblat na arte de chutar cachorro morto, a grande jornalista Mirian Leitão descascou em cima do açougueiro George W. Bush em sua coluna no jornal de ontem. Agora que a figura deixa o poder todos sentem-se à vontade para atacá-lo. Com o presidente Lula ocorre o contrário. Nossa "grande mídia" destila preconceito, desrespeito, inveja, etc. contra aquele que ousou tirar o poder das mãos dos conservadores de sempre. O presidente nunca faz nada que preste. O Brasil está se saindo bem por obra e esforço do grande estadista FHC, aquele que quebrou o país três vezes. O presidente Lula só faz e diz besteiras. Francamente senhores pseudojornalistas, vamos respeitar nosso presidente e a inteligência do nosso povo.

soldadonofront disse...

Nobláblát passando falsas informações?!

Não acredito, as sociedades organizadas do meio jornalistico prtofissional teriam lhe tirado a carteira, o título de jornalista, não?

:(

Azarão disse...

POr sorte, ninguém lê esse gordinho viado do Noblat.

Anônimo disse...

...e a proposta do Cloaca, vem se cumprindo galhardamente!!!
Parabéns!
Branca.

Thomas Araújo disse...

A maior ameaça à Democracia hoje no Brasil são "jornalistas" desse tipo que se usam da oligopolização dos meios de comunicação para manter relações espúrias com a políticos corruptos. Aí os malandrões tomam um aperto e vêm com aquela história de liberdade de imprensa - quando na verdade ninguém mais ameaça a liberdade de imprensa do que eles ao agir dessa forma ou mesmo seus patrões, cujo poder emana justamete do fato de calar os outros enquanto fatiam para si a tal da liberdade de imprensa.

romério rômulo disse...

cloaca:
considero esse noblat um grande picareta.
romério

zejustino disse...

Nobláblá. Tá no nome e nas fuças.

Anônimo disse...

Sejamos simplistas e claros (faz bem):

1 - qem disse q algum dia o sr Noblatblabla, o q tem a esposa envolvida no escandalo do Raul 33milhoezinhos Jungam, algum dia foi "sério e ético" ?

(credo!, parece até fala do Pedro Simao ou do cafJefferson Peres ...)

2 - se 1 sujeito vem a público pedir vaias contra o Presidente, como esse patife o fez, merece crédito?

3 - como já disse: deve estar sendo montada alguma pesqisa de opinao "pública" (ou seria publicada?, por alguns desses institutos/prostitutos de plantao.

Entao, vem a fórmula: os jornalistinhas de rabo preso - maioria mais 98 - escrevem/falam merdas tipo esse "artigo" do dito, circulam na net as novas/velhas da GameCorp do Lulinha (q nao é Lulinha no nome) e sua fazenda q na verdade é foto da Faculdade de Veterinária de Piracicaba; e aqeles textos já manjados do Arnaldo Jabá, etc ...

Alguém dá crédito a isso?

Muito me estranha o fato do seu Cloaca chamar esse pústula neo-fascista de "jornalista".

Ok, se vc o tem como referencia - penteia macacos ou de suas merdas depreende seriedade.

Inté,
Murilo

Haroldo Cantanhede Jr. disse...

Prezados produtores do Cloaca,

Parabéns! Não leio o que "produz" o mau cidadão de quem trata o artigo do Cloaca porque tenho mais o que fazer e, buscando informação honesta, que é o que todos queremos, só fico sabendo das canalhices da famiglia Marinho e de seus empregados em locais como o Cloaca; o mau cheiro é insuportável e, brasileiro que sou, divulgo ao máximo estes fatos e suas fontes. Agradeço pelo conteúdo e pela verve com que nos informam.

Haroldo Cantanhede Junior, RJ.
P.S. Sem qualquer (sic) relação que seja com arautos do fim-do-mundo, mosquitólogos ensandecidos, adeptos do "caos" aéreo, "apagões" energéticos e outras falsidades...

Apenas, Marcia disse...

Moro em Brasília desde de 2000 e durante a época da eleição do Lula o Noblat ainda era editor do Correio Brasileinse. O jornal era até legal: tinha um encarte do Diplô e artigos de vários jornais estrangeiros. O caderno sobre livros era uma beleza. Entretanto, na eleição para governador do DF o Correio entrou na linha editorial de bombardear o então Governador Joaquim Roriz, candidato à reeleição. Sem mais nem porque o Noblat foi defenestrado do Correio. Acho que ele se perdeu nos desvãos de acender uma vela para Deus e outra para o diabo.

Teresinha Carpes disse...

Caro Blogueiro,faz de conta que eu não li,a Helena aqui no Blog!Será,que o povo entendeu...?

Teresinha Carpes disse...

Caro Blogueiro,a Helena que postou o comentário,é a tua musa?É ela mesmo?

SARAIVA13 disse...

Seu Cloaca,
O Blog está arrebentando com a turma da Globo.
Esta do Noblat matou a pau.
Estou de férias, mas hoje reproduzi a matéria do Eduardo Guimaraes sobre o FANTÁSTICO de ontem com uma Nota arrassando com a TV Globo. Depois outra Matéria do Gilson Caroni sobre o Jornal Nacional de 6ª feira e novamente Nota com pau na Globo.
E para o dia ficar perfeito esta excelente matéria sobre o Noblat.
Parabéns pela competência em descobrir tanta coisa boa para desmascarar esta mídia Corrupta, Enganadora,que se utiliza da tática da fragmentação, iversão, omissão e indução para atacar pessoas com inverdades, com único objetivo político partidário de fazer oposição ao Lula e propaganda eleitoral para o Serr.
Um abraço.
Saraiva

Poetry for Soul disse...

Caro Cloaca, estou assim sem palavras. Interessante como estes auto-intiulados jornalistas, que são na verdade meros bonecos de fantoches reprodutores dos desejos do ego e não da notícia, brincam com a nossa inteligência. Na entrevista que FHC deu ao Hard Talk ele repete categoricamente que não houve nunhum indício de falcatrua no seu governo, até ser interpelado pelo famoso caso do "engavetador geral", quele el conseguiu se desvencilhar, no entanto, tenho certeza se o entrevistador tivesse esta informação as mãos, o fedorente FHC não escaparia. Pra quem ainda não viu, vejam, vale a pena ver o que já sabemos, mas que alguns aqui, infectados pelo veneno midiático Global, não enxergam:
http://www.youtube.com/watch?v=o0t2i5mv1cs

Abraços a todos deste espaço!!!

Anônimo disse...

Noblat ainda vive uma fase anterior a internet, a fase de ideia de que qualquer jornalista era bem informado e o que escrevia era tido com verdade factual. Hoje a coisa não é mais assim ... e a 'barriga' é denunciada imediatamente em tempo real. Noblat é cheio de truques contra os seus desafetos. Não gosta de Lula ... e não perde oportunidades para mostrar isso. Mas é um 'barrigueiro' de primeira linha. A mais violente e ignóbil que eu notei foi aquela do falso desastre de avião em São Paulo, replicado na câmara pelo equivocado Panunzio. Não sei porque, também não gosta do Gilmar Mendes ... e contrariando a Globo criou a salada 'Gilmar Dantas'. Não foi por acaso, mas neste caso ele foi muito feliz, pois demonstrou um pensamento nacional.
Eu frequentava o seu blog, mas agora com a migração das excrementos do blog do Reinaldo Azevedo para lá,o debate sumiu. Os comentários são 95% contra o governo,mesmo que a postagem não tenha nada a ver. É um grupo que se repete para escrever bobagens como se fosse um estribilho. O moderador só modera quem é a favor do governo. Em outras palavras, o blog virou esgoto.

googler disse...

leather handbags
bags
bag
handbag
handbags

Chico Cerrito disse...

Pena que os focas e os chefinhos de redação do PIG e seus mandantes não vão se interessar em envolver um da "tchurma"....ainda mais um "old s.o.b. boy" da Globo.
Não há hipótese do Kammel testar essa hipótese, entende?
Muito menos outros representantes, que chafurdam na imprensa marrom-majoritária, do atraso e da exploração humana.

Anônimo disse...

Muito obrigado pela matéria que você postou. Esse cara é um babaca. E é nojento também. Nunca me enganou. E viva a internet.