quinta-feira, 26 de março de 2009

O VERDADEIRO PROBLEMA DE YEDA CRUSIUS

.
A melíflua jornalista Rosane de Oliveira, editora de Política e colunista idem do tablóide Zero Hora brindou sua legião de admiradores com mais um de seus favos xaroposos. Seu extraordinário e contagiante carisma, desta vez, foi suplantado pela agudeza da avaliação que fez sobre os números da governadora tucana Yeda Crusius apresentados ontem pelo Datafolha.
Em um vídeo de dois minutos e pouco, colado em seu blog corporativo, a abelha-rainha do Jornalismo afirmou, peremptoriamente, que a desastrosa nota 4,3 conferida à governante dos gaúchos deveu-se a "um problema de comunicação". Segundo a colunista, "Yeda tem dificuldade de se comunicar com os eleitores". Nada a ver, portanto, com a roubalheira no Detran, o sucateamento do Estado, a casa nova, a maquiagem contábil do "deficit zero", as surras de cassetete no funcionalismo, o "suicídio" do assessor em Brasília ou a arapongagem criminosa. Curiosamente, nas últimas semanas, a mesma Rosane vinha exibindo uma radiosa satisfação com o "desempenho" de Yeda, principalmente depois que o Piratini liberou uma verba de..."comunicação". Você, cara leitora, caro leitor, diria que, diante do fiasco da tucana no Datafolha, a RBS falhou na "comunicação"? Ou será que a jornalista está passando um recadinho para o governo estadual, sugerindo "flexibilizar" o numerário? Assista ao vídeo clicando aqui.

7 comentários:

Anônimo disse...

KKKKKkkkkkkKKKKK ...

Pobrema de q, d. Rosana?

Uái!

Entao mudaram ladroagem prá isso o q a sra qer dizer (e nem se explicou), e eu tenho q acreditar?

Bascana: a cara pálida ixxxxxpérrrrrta, eu tonto!

Cadeia prá essa bicuda, junto c/ a des-governadora q lhe molha a maozinha. JÁ!

Inté,
Murilo
(sem >"aqele" pobrema, viu d. Rosane?)

Anônimo disse...

Em tempo:

Jamais acreditei em nenhum destes institutos prostitutos.

Nem a favor nem contra.

Creio sim, q d. Yeda e sua mucamba pos-moderna de plantao, d. Rosana Pistoleira Midiática, devem sim ir pro xilindró - URGENTE!

Inté,
Murilo

claudia cardoso disse...

Como falta de comunicacao???

Zerolandia e afins se esmeram em blindar o desgoverno Yeda!!!

Se jah com toda essa verba liberada para comunicacao, que o Cloaca anunciou aqui, toda a puxassaquice, todo o sabujismo, todo o escamoteamento, mesmo assim, a Yerda consegue ser reprovada pela populacao, nao adianta a abelha chorar e pedir mais dindim pro patrao [ora ela tb???], que nem o Sirotsky segura mais essa onda!!!!

Carlos Marques disse...

rapaz, se nem com tanta publicidade essa senhora consegue notas altas, a coisa í no sul deve estar feia mesmo.

em MG e SP pelo menos os respectivos tucanos sabem camuflar melhor suas falcatruas.

fora do tema: a nota tragicômica do dia é a 'cartinha' da dona da daslu dizendo que nao deveria estar presa. interessante como as pessoas se esforçam por parecerem virtuosas quando a morte se aproxima; deve ser a tal 'solidão dos moribundos'.

Alberto disse...

Afinal, leio em vários blogs sobre o programa de "comunicação" - verbas na mídia - que o governo Yeda fez ou está fazendo, para melhorar sua imagem... Como se consulta isso? É por licitação? Licitam-se valores gastos com propaganda? Sigam o dinheiro, disse o Garganta Profunda... se os dados estiverem disponíveis, acho que coisa boa surge daí

beto disse...

Eu sei que o povo que lê este blog sofre de problemas digestivos crônicos...os famosos engulhos. Vocês estão estomagados com a Rosane, aí no sul, enquanto nós aqui na paulicéia do Serrágio, temos a Rosana.
Post colhido no blog da defectível Rosana Hermann:

DASLU

Sonegar, formar quadrilha, tudo isso é errado. É criminoso. Condenável.
Mas, concordo que Eliana Tranchesi, pessoalmente, não seja um risco para a sociedade.
Mesmo porque se ela fosse, seria um risco para a alta sociedade.
O que me salta aos olhos é uma lição: sobressair-se demais, a ponto de se tornar um ícone, sinônimo de uma categoria, é arriscado.
Ela não deve ser a única empresária que comete irregularidades, mas tornou-se sinônimo de luxo.
E todo mundo adora derrubar um símbolo.

Não sei. Só sei que 94 anos e meio de condenação é algo assustador.

Rosana Hermann

http://queridoleitor.zip.net/#2009_03-26_18_09_43-134842737-0

Gilson Raslan disse...

O achado da jornalista para explicar a nota baixa da governadora me fez lembrar o seguinte diálogo do famoso Joãozinho com sua Professora:

JOÃOZINHO: fessora, de onde vem o bebê?
PROFESSORA: o papai e a mamãe enconmentam à cegonha.
JOÃOZINHO: então, fessora, aquela história de transa é conversa fiada?