quarta-feira, 16 de setembro de 2009

JUÍZA ACEITA AÇÃO DE TUCANO E CONDENA BLOGUEIRO A TRABALHOS FORÇADOS

. .
Tida como a "Capital Mundial das Uvas Finas" e habitat natural do mono-carvoeiro - "o maior primata das Américas", a cidade paulista de São Miguel Arcanjo, a 180 quilômetros da capital, acaba de conquistar outra ufania: o lugar em que uma juíza rústica condena um jornalista a trabalhos forçados pelo fato de ele ter se referido ao chefe do Executivo local como "prefeito sombra e água fresca". A terrível ofensa foi cometida pelo jornalista Roberto Mendez, em seu flamejante blog "Tempo Quente" . O prefeito, no caso, chama-se Antônio Celso Mossin. Não por acaso, é tucano. E, curiosamente, atende pelas iniciais ACM. Assim como o original baiano, o ACM são-miguelense também tem um santo forte no Poder Judiciário, no caso, a magistrada Patrícia Inigo Funes e Silva, da comarca local. A história pode ser compactada assim: durante discurso proferido na cerimônia de abertura da tradicional Festa da Uva do município, ACM dissera que "o sol nasceu para todos, mas a sombra era para poucos", referindo-se, supostamente, ao seu desejo de proporcionar "sombra" a todos os funcionários. Em uma de suas postagens, Mendez resgatou o episódio e referiu-se ao prefeito utilizando o famoso chavão "sombra e água fresca", consagrado sinônimo de "boa vida". ACM ficou "ofendido e magoado", e, segundo os autos, "interpretou que o acusado estava chamando o declarante de vagabundo". Eis o que prolatou a eminente juíza Patrícia em sua iluminada sentença: "Em princípio, a expressão usada pelo acusado pode provocar dano à honra subjetiva do ofendido, uma vez que fere a auto-estima, ofendendo a reputação e dignidade". Em seguida condenou Roberto Mendez a "01 mês e 10 dias de detenção", substituindo a pena restritiva de liberdade por trabalhos forçados na comunidade. Tão certo como Ali Kamel estrelou o cult movie "Solar das Taras Proibidas", o jornalista Roberto Mendez jamais empregou o termo "vagabundo" em suas diatribes contra o prefeito tucano. Por isso mesmo, o titular do Tempo Quente já está recorrendo à instância judicial superior. Para quem não sabe, Mendez foi um dos mais aguerridos membros da Comissão de Mobilização nas históricas greves de 1978, 79 e 80, em São Bernardo do Campo. Ao lado de Lula, ajudou - e continua - a mudar a história deste país, sem medo de cara feia. De sua parte, o publisher e CEO deste Cloaca News - cujo avô materno é natural de São Miguel Arcanjo - já renomeou um dos filmes de sua videoteca, um clássico que, a partir de hoje, será localizado na estante pelo título "A Dama e o Prefeito Sombra e Água Fresca". Agora, só nos resta aguardar pelo processo da cachorrada.

28 comentários:

Guillermo disse...

Todo apoio ao jornalista Roberto Mendez.

A "decisão" da Juiza foi tendenciosa, pessoal e preconceituosa quanto à ideologia política. Duvido que esta "decisão" seja coerente com todas as outras que tomou, parece exagerada, no mínimo.

Quanto ao prefeito das sombras (cf citação do próprio), que ele continue por lá.

Mendez - Tempo Quente disse...

ACREDITO QUE DEPOIS DESSA, SOFREREI MAIORES PERSEGUIÇÕES. O PSDB NESSES "LUGAREJOS DO INTERIOR" FAZ A POLITICA DO CORONELISMO.

flavio cunha disse...

O PSDB, maior representante da classe média preconceituosa e obtusa, espalha-se por todas as instâncias. Mas nada é anormal, a mediocridade estende seus braços longe; o perigo é a tal juiza, pela obra acumulada, galgar ao posto do Gilmar Mendes.

Jnsegundo disse...

O nome dessa coisa:

Desespero!!!

Quando o tal prefeito souber da publicidade que involuntariamente ele e a inclita juíza estão fazendo do blog do Mendez, vão rasgar a sentença.

O tiro saindo pela culatra da tucanalha afoita do patropi.

Vamos divulgar e fazer bombar na blogsfera.

cao@dino disse...

esta "juiza" deve ter comprado o di
ploma na 25 de março,a sentença del
la é de cunho ideológico e facil de
derrubar.gostaria de saber que tipo
de trabalho forçado é este e seria
bom que levantassem as relações della pq direitista não corrupto tá
prá nascer..aí tem,ella não seria
tão imbecil à ponto de prejudicar
mais ainda a imagem do judiciário
afinal esta censura é um atentado
ao regime democrático de direiito.

zejustino disse...

Essa tucanada é chegada mesmo a um sado-masô. Nunca vi um pessoal tão chegado a dar tiro nas próprias fuças porque pé para dar tiro já não tem há muito tempo, a não ser um tal "excelença" PÉS DE BARROS lá de Brasilia. O "excelença" é aquele um (como dizem os gaúchos) que tem parte com um tal Arcanjo, do demo (êpa novamente), é claro.

Com base na "justiça" da tal juíza, alguns milhões de trabalhadores aposentados poderiam então entrar com processo contra um tal FHC, o ideólogo tucano do entreguismo e da privataria, por chama-los de "vagabundos". Seria uma boa ver o sociólogo beiçudo passar proporcionalmente alguns milhões de meses prestando trabalho forçado em benefício da sociedade. Ficaríamos, pelo menos, livres do discurso despeitado e odioso que o bocão serviçal da Fundação Ford costuma fazer contra o Presidente Lula e seu governo.

wilson yoshio disse...

ô Cloaca, sugestão prá juíza. Os trabalhos forçados devem ser: obrigar o condenado, um reles escriba, a carregar um guarda sol, propiciando a digna sombra ao laborioso alcaide.quanto ao quesito água fresca torna se mais difícil.
Poderia o Cloaca,nepotisando à família, sugerir água gelada?
com o patrocínio d'algum mercadista local, um carrinho de sorvete, a refrescar e iluminar as idéias,do workaholic alcaide?
Afinal, a praça é do polvo assim como a web é do censor.
o sol nasce prá todos. a sombra só prá quem pode. e nunca é pros pobres.

Hell Back disse...

Essa juíza deve ter estudado na mesma escola do "Gimar Dantas". hehe

ADILSON SANTOS disse...

Vamos ver se entendi:

Se Chamar um Vagabundo de vagabundo e se este Vagabundo for um Vagabundo do PsdBunda , este Vagabundo pode mover um processo para que eu deixe de chamar de Vagabundo um Vagabundo ????

Apenas estou perguntando ...

otário disse...

Claro que o sol nasce pra todos e a sombra é pra poucos. Aliás, quem deveria responder é o próprio prefeito e digníssima juíza porque o preconceito quanto à expressão é exclusivo a eles. Sombra e água fresca pode, muito bem, ser considerado um prêmio a quem muito se dedicou ao labor e mereceu um descanso. Parece que o dito político e a dita árbitra têm um ponto de vista obituso e pertencem àquele grupo de pessoas que julgam os outros tomando a sí próprio como parâmetro - o que não deveriam.
Mas é sempre assim, veado é sempre o outro, vagabundo é sempre o outro...

otário disse...

Correção: onde disse "obituso", leiam "obtuso"

Anônimo disse...

E sobre o roubo do pessoal do MST na sede do INCRA ninguém comenta nada?

Anônimo disse...

Aqui na minha cidade , no M\to Grosso, é e mesma coisa. O prefeito do PSDB, vice do DEM, em 8 anos de mandato não foram condenados na 1ª instância daqui em nada. O prefeito inclusive foi preso pela PF, por participar da corrupção com a Gautama, lembram. O pior é que uma das justificativas dadas pelo judiciário local é que "somos todos irmãos maçonicos" e a maçonaria não perdoa traidores.

Anônimo disse...

Quanto sera que ela ganhou pra dar essa sentença??
Normalmente eles sao bem caros!!

Anônimo disse...

SE O BRASIL SOUBESSE OS ABSURDOS QUE VEM ACONTECENDO NA POLÍTICA lá da capital das uvas finas.A CORRUPÇÃO esta por todos os cantos...Tem processo que aconteceu primeiro do que esse do Roberto Mendez que não vai em frente de jeito nenhum!Coisas muito estranhas tem acontecido por lá!Procurem entrar em contato com o Mendez, que ele conta tudinho!

claudia cardoso disse...

Como o demotucanato tem ódio da Internet!

Edelmar disse...

Por que será que o judiciário brazileiro virou piada (sem graça)?

Anônimo disse...

Se aqui no Estado de Sam Paulo acontecem essas barbaridades,e olha que esse lugarejo fica a 180 Km da Capital,imagino lá pros lados do Norte e Nordeste.O tucanato é demais poderoso e tem maléficas influências por todos os cantos do interior do nosso Estado.O domínio das elites é algo incomensurável.

Beto - João Humberto Venturini disse...

Ué! Cadê a ANJ pra defender a liberdade de imprensa nessa hora? Cadê até o Observatório da Imprensa pra condenar esse tipo de arbitrariedade contra a liberdade de expressão? Ridículo essa condenação. Agora, se o prefeito fosse do PT, pronto ja tinha saído nos jornalões e telejornais.

JORGE LOEFFLER .'. disse...

A juiza devo respeitar, não tanto por ela, mas pelo poder judiciário. A decisão por outro lado é uma merda. Aqui em minha cidade o prefeitinho move dois processos contra mim assim como um conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, o senhor João Osório Martins. Estes tipos buscam a justiça como instrumento de censura e infelizmente alguns magistrados por não perceberem tal, são usados.

Anônimo disse...

rsss,rsss, esse é bem o retrato do nosso judiciário, o pior o mais reacionário e corrupto poder.
A justiça aqui sempre tarda e falha, sempre a favor dos reaças, dos conservadores do feudalismo, do status quo da iniquidade, como essa juiza de m, favorecendo essa anta do PSDB, o partido das antas.

Jean Scharlau disse...

Essa aí pelo que deu a ver é uma luminar do direito e da jurisprudência. Tipo de cabeça onde raia permanentemente tamanha luminescência que trespassa as intenções mais escusas e sombrias dos que trafegam sob sua vara, onde comodamente pousou o prefeito psdbista, ai sim à sombra fresca da lei.

marise disse...

Sr. Cloaca!

Kassab demitiu 3.274 garis e só 14mil toneladas de entulho foi recolhido, contra a média de 78 mil toneladas/mensal.
Os ratos já começam a proliferar sob este entulho nas calçadas!
Esta bela cidade está submersa no lixo e descaso.

Anônimo disse...

Caramba, nem Estadão nem Folha nem Sociedade Interamericana de Prensa (SIP), o colegiado dos donos dos grandes jornais e redes de TV, protestaram. Porque será que só reclamam quando eles próprios são vítimas da censura?

Ah, sim: aqui no Estadão (aqui) já tem uma formada em Relações Internacionais pela PUC trabalhando como jornalista.

Anônimo disse...

O Judiciário é composto de promotor e juiz(a,portanto,o promotor dessa localidade tem alguma coisa a ver com essa decisção injusta????

andre i souza disse...

Inacreditável, estamos numa democracia de faz de conta. Esta história me lembra aquela frase : 'Os médicos pensam ser Deus, mas os juízes têm a absoluta convicção'. Deixa o Gilmarzão saber, ele chama a tal juíza ao ST e a condecora. Quer dizer que PODE provocar dano à 'honra SUBJETIVA'...Desculpinha fajuta hein?!

nilo walter disse...

Fomos carimbados de vagabundos pelo facínora FH Cayman. Devemos procurar essa tal juíza e solicitar danos morais ao entreguista tucano. Ou não pode?

Anônimo disse...

orgemail ceremonies jabale cincinnati coupled wesley robot sino tranzyme benefit refectoryat
semelokertes marchimundui