sábado, 6 de fevereiro de 2010

ZERO HORA: NADA COMO UM DIA APÓS O OUTRO

Já perdeu a graça. Dia sim, outro também, o jornalixo do Grupo RBS nos obriga a catalogar mais um caso de SBR – a Síndrome da Burrice Renitente que campeia no tabloide gaúcho. E – acredite – ainda existe gente que leva esses muares a sério. A imagem acima foi capturada aqui.

30 comentários:

Anônimo disse...

Inacreditável que existam pessoas que pagam para ler essa porcaria...

Anônimo disse...

Hahahahahaha
Isso é o resultado da re-engenharia na Zé H...



Galahad

Anônimo disse...

E é aí q mora o perigo, digo, a jumentice.

Temos q martelar, dia sim e outro tmbm, q esses jornalecos sao máqinas de fazer idiotas.
Mentem, manipulam, falseam e nao merecem 1% de credibilidade - tanto qem neles escreve, como qem neles se baseiam p/ se informarem.

Q horror!

Nunca gostei deste tablóide, mas, de certo tempo prá cá, leia-se, de LUla prá cá, este panfleto nazi fascista, como muitos outros cairam no esgoto de sí mesmos, e sem remédio.

Inté,
Murilo

DiAfonso disse...

Caro Cloaca, bom dia!

A respeito dos frequentes deZliSeZ no Zero Hora, foi feitá ontem uma análise a partir da troca das preposições na manchete sobre Lílian Celiberti. Se desejar conferir, está lá no Terra Brasilis.

Grande Abraço!

Anônimo disse...

Seu Cloaca, escapou de vossa análise que a RBS é uma das principais interessadas em manter os jogos antes das 18h. Mas isso não é informado, naturalmente. Acho bonitos esses momentos em que os poderosos não podem fazer o que querem, mas o que um poder social democrático ORDENA que façam. São raros, mas acontecem.

Ícaro disse...

Eu mantenho minha teoria: não é um jornal porque não há jornalistas.

Anônimo disse...

Pôooooooooooooo o ReBoSta esta acabando com a fama dos gauchos.O QUE É QUE ISSO, MINHA GENTEEEEEEE?

trombeta disse...

A RBS não está interessada em manter a integridade do vernáculo, o problema deles é como fazer para ganhar mais dinheiro.
Ontem, um dos seus soldadinhos chamado Wianey Carlet fez uma defesa apaixonada dos interesses do patronato, para ele os contratos são mais importantes do que a saúde das pessoas, se está escrito que tem que jogar às 17 hs cumpra-se o entabulado.
Se continuar assim Wianey vai ganhar uma medalha do patrão no final do ano, quem sabe um tapinha nas costas.

Anônimo disse...

Ótimo trabalho!
Mas, por favor, não ofenda os muares ; )
Grande e solidário abraço!

Anônimo disse...

Sou gaucho e peço a todos que me leem para não considerar o grupo RBS, eu os "larguei de mão" desde que em 1982 noticiaram que meu tio tinha se suicidado com um tiro no pé, acreditem!!!!!!!!!!!!!A zero hora é um lixo de jornal pela sua parcialidade, mas pelo menos são sinceros, são abertamente pmdb e psdb, não escondem isso de ninguém, lamentavelmente aqui em P. Alegre só me resta os blogs para ler alguma coisa.

V - Patrulha da lama disse...

HÁ mais um erro pelo menos.
Quando escreve "... dos Atletas Profissionais do Rio Grande do Sul solicitou a liminar à Justiça..."

O Sindicato não solicitou uma liminar específica, não solictou a liminar, o sindicato solicitou UMA liminar. O uso do artigo definido está sendo usado de forma incorreta.
O certo seria "... dos Atletas Profissionais do Rio Grande do Sul solicitou uma liminar à Justiça..."

Não sou professor de português, sou de mecânica.

Anônimo disse...

Direto do blog do Pedro Ernesto, puxa saco do Sirotsky e do Marco Arildo da Trensurb:
"Não há nada de errado no horário dos jogos. O que está pegando é que o calor extraordinário está levando as pessoas a entender que o horário é despropositado.
Na quarta-feira, Inter e Novo Hamburgo, que começou às 22h, jogaram com 37°C. Estaria errado o horário? Claro que não, mas esta temperatura maluca determinou até falta de água no estádio. O ecônomo não previu a sede das pessoas, mas quem poderia esperar que teríamos tal temperatura naquele horário?
O jogo do Grêmio foi às 17h, horário consagrado para jogos de futebol. Claro que aquela “lua” que até derrubou o Batista fez todo mundo enlouquecer.
Com o tempo que anda fazendo não há horário que sirva."

florencio1 disse...

esse grupo jornalistico é uma merda

SERGINHO disse...

Seu Cloaca

Vamos aprender e nos acostumar com a nova ortografia muar, ainda em fase experimental na mídia nativa.

Anônimo disse...

Vocês não viram a outra pérola produzida pelo "jornalismo rebessiano" ontem? O WC (Wianey Carlet) afirmou que o jogo do Grêmio na 4a ocorreu sob um calor de "mais de 40 graus CENTÍMETROS". Isso ficou mais de meia hora no blog dele. Alertado por leitores ele acabou corrigindo, mas houve tempo suficiente para que muitas pessoas conferissem mais esse grande momento da cultura rebessiana ...
Carlos

Anônimo disse...

Complementando: se alguém quiser conferir a pérola do WC é só digitar "40 graus centímetros" no Google que em uma das ocorrências aparece o texto original dele copiado por outro blog. Como o texto foi copiado antes da correção, ainda está lá a pérola linguístico-climática do WC ...

|AGÊNCIA|BLOGO| disse...

NÃO ATOA CLOACA ESTA NA ||REDE |BLOGO|||

Luís Carlos P. Prudente disse...

Pelo jeito isto que se auto intitula de jornal, não passa mesmo de um jornalixo como o seo Cloaca anunciou.

Elizabeth disse...

Já vi na capa do estadão online, há algum tempo, "Excessão".

No impresso, anos atrás, "Conecção". Já desisti de contar.

ZH não está só. Tem companhia pelo país.
E aquela campanha Zero Fora, não tem mais?

Paulo disse...

Tá bom de comprarem a licença do Office. O microsoft word não deixa essas coisas passarem!

Chicote neles!

Índio Kalapalo disse...

Seu Cloaca, o senhor deveria fazer uma coluna dentro do blog apenas com os erros do Zero Hora.
Ontem recebi uma corrente com o texto de uma tal de Adriana Curdo do MT. Dei uma olhada no Google e vi que o texto não é de hoje, mas foi ressuscitado por causa da proximidade das eleições.
Gostaria de sugerir um pauta identificando gente desse tipo.

Anônimo disse...

Pô, relevem, né! Vai ver o pessoal da redação acha que o dito "conscenso" tem algo a ver com "consciência"...

Ary disse...

São tão cínicos que são capazes de atribuir o texto ao presidente Lula.

Marcelo disse...

Desde que eu parei de ler RBS a minha vida melhorou, e muito! Faca vc tb!

OPINA disse...

Sr. Cloaca,

Mais um pouquinho e eles vão terminar a vida com o pior destino que uma empresa pode ter: falência!

Dialógico disse...

TB corrigiram o erro! O que só prova que a tão propalada eficiência e eficácia da iniciativa privada é uma enganação, pois deveriam evitar o fiasco, não corrigi-lo. Que gente mais mal preparada!!! Jogam no lixo a língua portuguesa!

Anônimo disse...

Eu tenho uma pasta aqui só com erros da zero fora, um dos mais comuns é escrever EMBAIXO separado.
Mas depois que um amigo meu foi trabalhar no online, e eu fiquei sabendo que APENAS UMA PESSOA fica responsável por ouvir as rádios, ver 3 canais de televisão e atualizar o site, entendi o pq de tantos erros.
A RBS é a maior fonte de trabalho escravo no RS!! Contrata jornalistas como freelas, não paga nada de direitos, e ainda faz as pessoas trabalharem mais de 14 horas por dia.
Mas fazer o quê, né? Tem gente que acha que trabalhar ali é status, então aceita qq negócio.

JORGE LOEFFLER .'. disse...

Muitos fatores contribuem para tal. Cada vez se lê menos, infelizmente. O ensino cai gradativamente de qualidade. Com o advento das faculdades de jornalismo foram demitidos os copydesk e deu no que vemos. Ainda necessário frisar que eles por certo pagam mal e só contratam o resto. Resumo tudo dizendo que da Rede Bunda Suja só se pode esperar cagadas mesmo.

Hell Back™ disse...

Será que esse tablóide tem jeito?Seria de bom tom defecar os maus elementos que não sabem usar e sujam a dita latrina. Mas um órgão de imprensa que nasceu para ser latrina isso é muito difícil de acontecer, isto porque a sua matéria prima é justamente jogar m. no ventilador.

Magarefe disse...

Bicho, a tua rotina deve ser tri interessante.