terça-feira, 9 de março de 2010

REPÓRTERES NO PELOURINHO

.
Por Leandro Fortes, do Brasília, eu vi
.
A direção da Folha de S.Paulo, simplesmente, autorizou a um elemento estranho à redação (mas não aos diretores), o sociólogo Demétrio Magnoli, a chamar de “delinquentes” dois repórteres do jornal, autores de matéria sobre a singular visão do senador Demóstenes Torres (DEM-GO) da miscigenação racial no Brasil. Vocês, não sei, mas eu nunca vi isso na minha vida, nesses 24 anos de profissão. Nunca. Por tabela, também o colunista Elio Gaspari, que desceu a lenha no malfadado discurso racista de Demóstenes Torres, acabou no balaio da delinquencia jornalística montado por Magnoli.

Das duas uma: ou a Folha dá direito de resposta aos repórteres insultados (Laura Capiglione e Lucas Ferraz), como, imagino, deve prever o seu completíssimo manual de redação, ou encerra as atividades. Isso porque Magnoli, embora frequente os saraus do Instituto Milleniun, não entende absolutamente nada de jornalismo e confundiu reportagem com opinião. A matéria de Laura e Lucas nada tem de ideológica, nem muito menos é resultado de “jornalismo engajado” (contra o DEM, na Folha??). A impressão que se tem é que houve falha nos filtros internos da redação e deixaram passar, por descuido ou negligência, uma matéria cujas conseqüências aí estão: o senador Torres, sujeito oculto da farsa do grampo montada em consórcio entre a Veja e o STF, virou, também, o símbolo de um revisionismo histórico grotesco, no qual se estabelece como consensual o estupro de mulheres negras nas senz alas da Colônia e do Império do Brasil.

A reação interna à repercussão de uma matéria elaborada por dois repórteres da sucursal de Brasília, terceirizada por Demétrio Magnoli, é emblemática (e covarde), mas não diz respeito somente à Folha de S.Paulo. O artigo “Jornalismo delinquente”, publicado na edição de hoje (9 de março de 2010), na página de opinião do jornal, nada tem a ver com políticas de pluralidade de opiniões, mas com intimidação pura e simples voltada para o enquadramento de repórteres e editores, e não só da Folha, para os tempos de guerra que se aproximam. A recusa de Aécio Neves em ser vice de José Serra deverá jogar o DEM, outra vez, no vácuo dos tucanos, a reviver a dobradinha iniciada entre Fernando Henrique Cardoso e o PFL, de triste lembrança. O imenso mal estar causado pela fala de Demóstenes Torres na tribuna d o Senado Federal, resultado do trabalho rotineiro de dois repórteres, acabou interpretado como inaceitável fogo amigo. Capaz, inclusive, agora, de a dupla de jornalistas correr perigo de empregabilidade, para usar um termo caro à equipe econômica tucana dos tempos de FHC.

Demétrio Magnoli, impunemente, chama a reportagem da Folha de S.Paulo de “panfleto disfarçado de reportagem”, afirmação que jamais faria, e muito menos a publicaria, sem autorização da direção do jornal, precedida de uma avaliação editorial e política bastante criteriosa. O fato de se ter permitido a Magnoli, um dos arautos da tese conceitualmente criminosa de que não há racismo no Brasil, insultar dois repórteres e o principal colunista da Folha, em espaço próprio dentro de uma edição do jornal, deixa a todos – jornalistas e leitores – perplexos com os rumos finais da velha mídia e de seu inexorável suicídio editorial em nome de uma vingança ideológica, ora baseada em doutrina, ora em puro estado de ódio racial e de classe.

25 comentários:

Angélica Matos disse...

Desculpem estar mudando de assunto, mas estes vídeos precisam ser divulgados.

NA ROCINHA, LULA DETONA O PIG

"Eu aprendi a fazer política, neste país, na adversidade" .... "Coisa boa não interessa o que interessa é desgraça!!!!!" - LULA

http://www.youtube.com/watch?v=CgPj8Ua8ddw&feature=player_embedded , http://www.youtube.com/watch?v=85asuvar16M&feature=player_embedded# e http://www.youtube.com/watch?v=JH77a9JkzGk&feature=player_embedded

Anônimo disse...

Agora a Folha se estrepou. Bem feito!!!
Raul.

Anônimo disse...

Será que o Demente Magnoli vai ser tão corajoso de atacar a Míriam Leitão? Vai arriscar perder a posição de especialista delivery da Globo News?

Dani

V disse...

O DEMétrio Magnoli fez seu papel. Obviamente, que resguarda o DEMóstenes e atinge apenas os profissionais da Folha.
Li o comentário do DEMétrio, é fraco, raivoso (sente-se ver a baba do boca-alugada escorrendo pela boca), simplismente ofensivo e no final das contas, vazio de argumentos interessantes a nós leitores. Mostra uma bajulação desmedida, uma subserviência das palavras e uma clara tentativa de pôr a culpa no sofá. Se os dois repórteres forem demitidos durante este ano, ficará clara a censura ditatorial promovida pelos Frias.

Joaquim disse...

Desconfio que o ex-senador que afirmou: "...vamos nos livrar desta raça....", estava frente ao espelho; e não é que a pitonisa de Delfos parece ter acertado!

Paulo Renato disse...

Por favor, publiquem aqui no blog as matérias da Folha referidas para que possamos entender melhor o caso.

fábio mello disse...

Eu nunca vi um jornalista ser atacado nas páginas do jornal em que trabalha. Pois nós chegamos a esse ponto. Como diz o Boni, só o balde conhece o fundo do poço.

trombeta disse...

De saco pra mala.

Pérola captada pelo nosso serviço de rádio-escuta, hoje, as 7 da matina, da boca da hiena careca também conhecido como Ricardo Boechat, da rádio bandalha news:

Referindo-se à montagem do evento da fórmula indy em SP:

"7 pessoas somente fizeram todo o trabalho, se fosse uma estatal precisaria de 70". (sic)

Parabéns hiena um belo discurso com 20 anos de atraso, do tempo em que o compadre FHC aplicou todas as teses do estado mínimo e quebrou o país 3 vezes!

A sua burriçe é retroativa, a idiotiçe é atual!

Ary disse...

E é essse tipo de imprensa é que teme o governo da Dilma! E deve temer, mesmo!

Paulo disse...

Esse Magnoli é um idiota, tão sociólogo, quanto FHC. Este está sendo o momento de sucesso do Demente Magnoli, ele jamais teve seu nome tão comentado, é a gloria.

Paulo disse...

Isso que é atirar no próprio pé.

Grafiki disse...

Eu trabalhei com a Laura na ONG Papel Jornal no Jardim Angela em sampa posso garantir que é uma pessoa fantástica, ética, simples e jornalista de alma. Não conheço muitos jornalista da folha, mas dos que conheço a Laura está num patamar acima. Este tal DM sequer chegar a sola do pé dela.

OPINA disse...

Penso que a Folha já madurou e, como as suas congênitas caducas, deve cair para o chão. Lá não deverá virar adubo, mas sim, deverá ser queimada.
Basta!

Anônimo disse...

O artigo dos jornalistas mesmo eu não tenho o link, mas indico o texto com o vídeo do senador falando as barbaridades:
http://tinyurl.com/yky292q

O Carlos Eduardo Lins da Silva pulou fora do cargo de ombudsman a tempo. Indicar na sua última coluna o filme "O homem que não vendeu a sua alma" foi bem significativo. Ele previu a baixaria que vai ser a cobertura das eleições feita pelo jornal e sabia que não poderia ficar omisso ao que estava por vir. E de lambuja se livrou de responder por mais uma nojeira do jornal.

O ataque aos jornalistas foi tão violento que trouxeram o colonista de um jornal concorrente para atacá-los.

Agora uma coisa esquisita: assim que eu ouvi falar no Magnoli e soube que era sociólogo fui consultar o seu Currículo Lattes, no que vi que ele não tem titulação em sociologia e sim doutorado em geografia humana (pode ser chamado de sociólogo por isso?). Tempos depois quis consultar o currículo de novo. E não é que ele sumiu? Logo no momento em que ele fica famoso seu currículo acadêmico some?

Anônimo disse...

O PIG [ESTÁ] NA DEFENSIVA!

(Nós, as idéias, estamos ‘vazando’ o olho do PIG, que sangra!)

Hoje (09/03/10), o tema do programa ‘Entre Aspas’ (RouboNews) foi a questão das cotas raciais nas Universidades Públicas.

A madame(!) [Mônica] Valdvogel já começou, escorregadia, tentando limpar as calças do tal DEMÓstenes (DEMotucano/GO)! RISOS ESTONTEANTES

DURANTE O PROGRAMA!:

No entanto, moçada, “foi bonito de ver” as mesuras da âncora Valdvogel: voz maviosa, cheia de saia justa, nada de interrupção… Uma seda, a menina!

É verdade, [Mônica] Valdvogel nunca esteve tão parcimoniosa nas insinuações MALévolas; Ela estava até um pouco, digamos, recatada!

[Em dado momento] Pensando na candidatura (S)erra, defendeu DEMÓstenes com uma sutileza de dar dó!

BEM VERDADE [Mônica] Valdvogel não queria se expor! Apesar de não ser este o script imaginado pelo golpista Ali Kamel! ´Óbvio!

FINAL DO PROGRAMA – Disse ela, abre aspas: “Apesar de o assunto ser tão polêmico, tão complexo, o nosso debate, apenas, ‘arranhou’ o tema!”

O QUE IMPORTA: Viva a liberdade de expressão, a democracia participativa, o embate das idéias!

BRASIL – em homenagem a todos [nós] negros e negras deste país – que um dia será BRASIL NAÇÃO!
Bahia, Feira de santana
Messias Franca de Macedo

Anônimo disse...

PROFESSOR DE HISTÓRIA DA USP AJUDA-NOS A CUNHAR A NOVA SIGLA DO DEMo!

Acompanhe o diálogo estabelecido entre o professor de História da USP, Rafael de Bivar Marquese, e a âncora [Mônica] Vadvogel
- Ao transferir para a África a responsabilidade pela escravidão dos negros no Brasil, o senador DEMóstenes Torres nos remete a uma tese defendida no século XIX pelos brasileiros escravagistas da época!...
- Professor Rafael, quer dizer, então, que o discurso do senador DEMóstenes não está atual, não tem nexo com os dias de hoje, é uma premissa fora do lugar?
- Não! Pelo contrário! O discurso do senador DEMóstenes está correto, está no lugar, porquanto revela a origem, as raízes dos que, ainda hoje, advogam contra as cotas raciais!

‘Mônica Toda Desconsertada Valdvogel’, quase em frangalhos! 'Coitchado' do (S)erra!

PARTIDO REGRESSISTA RURAL (PRR)
A nova sigla da DIREITONA no Brasil! Fascista eterna, golpista!

BRASIL – em homenagem a todos [nós] negros e negras deste país – que um dia será BRASIL NAÇÃO!
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Marcos Vinicius Gomes disse...

Você falou bem...para os tempos de guerra que se aproximam. Preparem as trincheiras que Demóstenes, Demétrios, Democratas e Demagogos vem aí, espumosos de raiva e temendo serem DESMASCARADOS nas urnas.

René Amaral disse...

Esse Demérito Magnólio é assim mesmo, um demérito!

ALEX disse...

ACREDITE, SE QUISER!

NÃO É PIRAÇÃO NÃO!!!!


Carta a "O Globo": melhor reportagem de 2009 é um equívoco


Blog da Petrobras

Surpreende o fato de O Globo, na edição desta quarta-feira (10/03) em “Editores do GLOBO escolhem as melhores reportagens de 2009″ , eleger como a melhor reportagem de 2009 a matéria “Manobra Bilionária”.

A matéria contém equívocos que foram repetidas vezes corrigidos pela Petrobras.

Mais uma vez são necessários tais esclarecimentos em respeito aos leitores de O Globo:

A Petrobras reitera que não houve manobra, e sim uma operação contábil prevista em lei. A empresa modificou seu regime tributário, adotando o regime de caixa, com base na Medida Provisória nº 2.158-35/2001, devido às bruscas variações do câmbio ocorridas na época. Em função disso, teve créditos tributários acumulados. Tais créditos foram utilizados para compensar os impostos que seriam pagos no início de 2009. Portanto, não é correto dizer que a empresa “deixou de recolher R$ 4,38 bilhões aos cofres da União”. O valor líquido desta compensação foi de R$1,14 bi, e não o noticiado na matéria em questão. O próprio O Globo já usou o valor corrigido em matérias posteriores .

A Petrobras prestou todos os esclarecimentos solicitados sobre essa compensação e em nenhuma instância, administrativa ou jurídica, houve entendimento contrário a ela. O Globo, ao ouvir especialistas em matéria de 11/5, mostrou que a compensação tributária é prática usual e faz parte da gestão de qualquer empresa.

Portanto a Companhia reafirma, mais uma vez, que paga todos os impostos corretamente de acordo com a legislação brasileira.

fonte: http://www.blogspetrobras.com.br/fatosedados/

Anônimo disse...

MAIS] UMA *MANCHETE CRIMINOSA DA ‘FOLHA DA DITABRANDA’!

Lula compara preso político de Cuba aos bandidos de SP
*a manchete já está na versão ‘online’!
http://www.folha.uol.com.br/

NOTA: independentemente da conotação que o presidente Lula quis dar ao assunto, NÃO foi JUSTAMENTE isto que o presidente declarou!

A MANCHETE DA FOLHA DEVERIA SER:
‘PIG recorre ao protagonismo de Cuba, para deter o sangramento das vísceras!’

UMA PERGUNTINHA BÁSICA: lá isto é jornalismo?!

República Destes Bananas Jornalistas-colegas dos Patrões, Golpistas, Terroristas, Antinacionalistas, lacaios!
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

RC disse...

O Sr Demóstenes fez declarações absolutamente ridículas e indefensáveis. A Folha perdeu totalmente o controle. Já disseram tudo sobre o assunto; portanto, fica aqui apenas o registro do meu repúdio.

Adilson disse...

Esse sujeito Demétrio Magnoli é apresentado à população como Dr. em Geografia Humana, deve ser algum curso do estilo do curso de brigadista, com todo respeito aos brigadista. Ocorre que esse mentecapto está cruzando o país para falar um monte de asneiras aos quatro cantos, mas se esquece que o mundo é redondo, portanto não tem canto.

José de Arimatéa dos Santos disse...

Engraçado, falam tanto em liberdade de expressão e se vê a grande demagogia deles(PIG).

Guilherme Scalzilli disse...

Racismos

Critiquei o sistema de cotas raciais antes mesmo que fosse adotado no país. Sempre me pareceu que a questão era conduzida com autoritarismo e mistificações, por parte de defensores e adversários. Políticas compensatórias deveriam objetivar a diminuição das desigualdades, nada mais. Inserir um diferencial étnico destrói esse espírito, principalmente onde os afro-descendentes representam a maioria da população.
É perigoso abraçar o revanchismo histórico: todo radical possui algo de justiceiro. Basta lembrar, por exemplo, como os nazistas usaram a derrota na I Guerra e como o expansionismo israelense usa o Holocausto para justificar seus respectivos abusos. Podemos obrigar as gerações atuais a corrigir os erros de seus antepassados? Devemos cobrar o mesmo de Portugal, e nossos vizinhos da Espanha? Como satisfazer, daqui a séculos, quem responsabilizar as empresas transnacionais pelos males do mundo?
As cotas serão endossadas pelo STF. Claro, será melhor assim, seus benefícios suplantam qualquer obstáculo teórico. Mas os protagonistas deste importante momento de reconstrução democrática poderiam deixar um legado menos maniqueísta e, enfim, “racial” para as sociedades futuras.

Anônimo disse...

Essa oposição tá mais perdida do que cego em tiroteio.