sábado, 24 de julho de 2010

SERRA REAGE ÀS PESQUISAS

.

31 comentários:

Anônimo disse...

hahahahahahaha!!!

Muito bom, seu Cloaca!!

CK

Jbmartins-Contra o Golpe disse...

Ele não va nada bem, mais a Folha de SP consegue da o ultimo respiro a este canalha.

Anônimo disse...

Ti bastante disso!
Paulo

Anônimo disse...

Agora sim, você é um antitucano juramentado! Bem vindo ao clube!!

CK

VERA disse...

Genial, Sr. Cloaca! kkkkkkkkkkkkkkk

Jbmartins-Contra o Golpe disse...

Como se concegue um certificado desses tambem quero....KKKKKKKKK

Ferreira Brito disse...

O datafolha aprendeu com o ibope aliado da globo, em 2006 este isntituto deu a vitória de Paulo Souto (demo) no primeiro turno até penúltimo dia anterior as eleições, todos nós sabemos o resultado deu Wagner no 1° turno.Eles não aprendem.Patifes!

Carlos Camargo disse...

Gente, como vocês odeiam o Serra !!!! Só falam dele aqui nesse blog..........E nem se preocupam com a disparidade entre as pesquisas do Vox Populi e do Datafolha.......rsrsrssr

Anônimo disse...

kkkkkkkkk Será que essa vai sair no Estadão também??? Vão dizer que o Serra até que canta bem!! kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk
Não vou nada bem!!! kkkkk

Anônimo disse...

Considerando que a gauchada não vai com a cara da Dilma, um slogan óbvio de campanha está dando sopa:
QUEM CONHECE A DILMA NÃO VOTA NELA!

Anônimo disse...

A gauchada tbém não vai nada bem, elegeu uma destrambeliada para governadora e um néscio para prefeito da capital, essa é a explicação para o picolé de xuxu estar na frente por aqui.

flávio cunha

trombeta disse...

Prefiro o Serra de peruca, fica a cara da Glória Peres.

Anônimo disse...

Olha aqui, Anônimo das 16:40, sou gaucho, conheço a Dilma e voto nela! Tá bom???
Raul.

Anônimo disse...

O Chirico está doente?

Anônimo disse...

bahhhh acho que o serrosferatu fumou ummmmmm....

Anônimo disse...

Esta será a feição do Serra no dia 04 de Outubro. Será um porre de votos no coité do bicho que vou te falar! Coitado do Zé Penacova e do Farol!

Ary disse...

O anônimo é um jênio! Se quem conhece a Dilma (Rio Agachado do Sul) não vota nela, então, nos demais estados (onde Dilma está na frente), quem conhece o José Erra, não vota nele. Jênio!

Anônimo disse...

DEPOIS DO DATAFRAUDE, O DESESPERO FAZ MAIS UMA VÍTIMA: O JUDICIÁRIO!
[as “forças ocultas” e o efeito ioiô!]:
[“ao tempo, o esquecimento!”]
[“à fervura, o bálsamo da água fria!”]
#############################

TSE suspende direito de resposta do PT em site tucano
24/07/2010 - 18h54
(..)

Neste sábado, o ministro Henrique Neves, relator do processo, suspendeu a decisão até que o plenário do TSE analise recurso do PSDB. Isso deve acontecer no dia 2 de agosto, com a retomada das atividades forenses.
(...)
O direito de resposta, previsto para durar dez dias, foi concedido na quinta-feira pelo [mesmo ministro, adendo nosso] Henrique Neves. Ele entendeu que as afirmações de Indio tiveram "tom ofensivo evidente" e ampla repercussão nos meios de comunicação.
FONTE: http://www1.folha.uol.com.br/poder/772224-tse-suspende-direito-de-resposta-do-pt-em-site-tucano.shtml

NOTA: é por estas e outras que temos de dar um “abatimento” às palavras do troglodita Sylvester Stallone! Mesmo porque, e se o Bruno for inocente?!
RESCALDO: e tome-lhe vácuo na poeira do datafraude!

República de Nós Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Jbmartins-Contra o Golpe disse...

Temos uma luta muito ardua que vai ser eleger Dilma, so assim as mudanças contiuarão.

Marcos Vinicius Gomes disse...

Sinistro!!!!!

Eu vou sonhar com isso!!!!!
(ou melhor, ter pesadelo!)

Sensacional a certificação by ESTADÃO!!!!

Anônimo disse...

‘MAIS’ UM TROLOLÓ DO JOSÉ (S)erra! ENTENDA:
#################

Serra visita feira oficialmente encerrada em Maringá (PR)
(...)
No Paraná, Serra visitou uma família de agricultores beneficiários do Pronaf para gravação de seu programa eleitoral. A intenção é mostrar que o programa de apoio a agricultura familiar nasceu no governo tucano de Fernando Henrique Cardoso. Na visita, Serra foi assediado e posou para fotos, incluindo sobre um trator.
25/07/2010 - 00h07
CATIA SEABRA
ENVIADA ESOPECIAL A MARINGÁ (PR)

###############


HISTÓRICO, CARACTERIZAÇÃO E DINÂMICA RECENTE DO PRONAF –
Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar

(...)
Assim, a década de noventa é marcada por alguns fatores que foram decisivos para
mudar os rumos do desenvolvimento rural, principalmente na esfera governamental. Por um lado, o movimento sindical dos trabalhadores rurais ligados à Confederação Nacional dos Trabalhadores da Agricultura (CONTAG) e ao Departamento Nacional de Trabalhadores Rurais da Central Única dos Trabalhadores (DNTR/CUT), especialmente dos três estados meridionais do país, passaram a organizar-se e direcionar suas reivindicações e lutas para a chamada “reconversão e reestruturação produtiva” dos agricultores familiares, que seriam afetados pelo processo de abertura comercial da economia, na ocasião influenciado pela criação do Mercosul. Assim, as reivindicações dos trabalhadores rurais, que já haviam começado a ter voz na Constituição de 19884, ganharam destaque nas “Jornadas Nacionais de Luta” da primeira metade da década de noventa, que a
partir de 1995 passaram a ser denominadas de “Grito da Terra Brasil”5.
Por outro lado, os estudos realizados conjuntamente pela FAO/INCRA6 definem
com maior precisão conceitual a agricultura familiar e, mais ainda, estabelecem um conjunto de diretrizes que deveriam nortear a formulação de políticas públicas adequadas às especificidades dos diferentes tipos de agricultores familiares. Sabe-se que esses estudos serviram de base para as primeiras formulações do PRONAF.
Em larga medida, pode-se afirmar que o PRONAF foi formulado como resposta do Estado às pressões do movimento sindical rural, realizadas desde o final da década de 1980. O Em 1994, em conseqüência das reivindicações dos agricultores familiares acima
citadas, o governo Itamar Franco criou o Programa de Valorização da Pequena Produção (O PROVAP). O PROVAP seria o embrião da primeira e mais importante política pública criada dois anos mais tarde e destinada aos agricultores familiares. Essas modificações deram origem ao PRONAF, em 1996, cuja institucionalização ocorreu através do Decreto Presidencial nº 1.946, datado de 28/07/1996., governo FHC.

No entanto, a mudança mais recente e, quem sabe, a de maior impacto, se deu em
2003, governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Com a posse do novo Governo Federal, a estrutura do MDA foi reformulada, sendo criada a Secretaria de Desenvolvimento Territorial (SDT)...

Sergio Schneider1
Lauro Mattei2
Ademir Antonio Cazella3
Publicado em SCHNEIDER, Sergio; SILVA, Marcelo Kunrath;
MARQUES, Paulo Eduardo Moruzzi (Org.). Políticas Públicas e
Participação Social no Brasil Rural. Porto Alegre, 2004, p. 21-50.


1 Sociólogo, Mestre e Doutor em Sociologia. Psquisador do CNPq (Bolsa Produtividade em Pesquisa).
Professor do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural e do Departamento de Sociologia da
UFRGS. E-mail: schneide@ufrgs.br
2 Engenheiro Agrônomo, Mestre e Doutor em Economia. Professor Adjunto do Departamento de Economia e
do Programa de Pós-Graduação em Economia da UFSC. E-mail: mattei@cse.ufsc.br
3 Engenheiro Agrônomo, Mestre e Doutor em Desenvolvimento Rural, Professor do Programa de Pós-
Graduação em Agroecossistemas da UFSC. E-mail: acazella@cca.ufsc.br
2

http://www.ufcg.edu.br/~cedrus/downloads/schneider/historico_pronaf.pdf

Messias Franca de Macedo
Feira de Santana, Bahia, República de Nós Bananas

Anônimo disse...

‘MAIS’ UM TROLOLÓ DO JOSÉ (S)erra! ENTENDA:
#################

Serra visita feira oficialmente encerrada em Maringá (PR)
(...)
No Paraná, Serra visitou uma família de agricultores beneficiários do Pronaf para gravação de seu programa eleitoral. A intenção é mostrar que o programa de apoio a agricultura familiar nasceu no governo tucano de Fernando Henrique Cardoso. Na visita, Serra foi assediado e posou para fotos, incluindo sobre um trator.
25/07/2010 - 00h07
CATIA SEABRA
ENVIADA ESOPECIAL A MARINGÁ (PR)

###############


HISTÓRICO, CARACTERIZAÇÃO E DINÂMICA RECENTE DO PRONAF –
Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar

(...)
Assim, a década de noventa é marcada por alguns fatores que foram decisivos para
mudar os rumos do desenvolvimento rural, principalmente na esfera governamental. Por um lado, o movimento sindical dos trabalhadores rurais ligados à Confederação Nacional dos Trabalhadores da Agricultura (CONTAG) e ao Departamento Nacional de Trabalhadores Rurais da Central Única dos Trabalhadores (DNTR/CUT), especialmente dos três estados meridionais do país, passaram a organizar-se e direcionar suas reivindicações e lutas para a chamada “reconversão e reestruturação produtiva” dos agricultores familiares, que seriam afetados pelo processo de abertura comercial da economia, na ocasião influenciado pela criação do Mercosul. Assim, as reivindicações dos trabalhadores rurais, que já haviam começado a ter voz na Constituição de 19884, ganharam destaque nas “Jornadas Nacionais de Luta” da primeira metade da década de noventa, que a
partir de 1995 passaram a ser denominadas de “Grito da Terra Brasil”5.
Por outro lado, os estudos realizados conjuntamente pela FAO/INCRA6 definem
com maior precisão conceitual a agricultura familiar e, mais ainda, estabelecem um conjunto de diretrizes que deveriam nortear a formulação de políticas públicas adequadas às especificidades dos diferentes tipos de agricultores familiares. Sabe-se que esses estudos serviram de base para as primeiras formulações do PRONAF.
Em larga medida, pode-se afirmar que o PRONAF foi formulado como resposta do Estado às pressões do movimento sindical rural, realizadas desde o final da década de 1980. O Em 1994, em conseqüência das reivindicações dos agricultores familiares acima
citadas, o governo Itamar Franco criou o Programa de Valorização da Pequena Produção (O PROVAP). O PROVAP seria o embrião da primeira e mais importante política pública criada dois anos mais tarde e destinada aos agricultores familiares. Essas modificações deram origem ao PRONAF, em 1996, cuja institucionalização ocorreu através do Decreto Presidencial nº 1.946, datado de 28/07/1996., governo FHC.

No entanto, a mudança mais recente e, quem sabe, a de maior impacto, se deu em
2003, governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Com a posse do novo Governo Federal, a estrutura do MDA foi reformulada, sendo criada a Secretaria de Desenvolvimento Territorial (SDT)...

Sergio Schneider1
Lauro Mattei2
Ademir Antonio Cazella3
Publicado em SCHNEIDER, Sergio; SILVA, Marcelo Kunrath;
MARQUES, Paulo Eduardo Moruzzi (Org.). Políticas Públicas e
Participação Social no Brasil Rural. Porto Alegre, 2004, p. 21-50.


1 Sociólogo, Mestre e Doutor em Sociologia. Psquisador do CNPq (Bolsa Produtividade em Pesquisa).
Professor do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento Rural e do Departamento de Sociologia da
UFRGS. E-mail: schneide@ufrgs.br
2 Engenheiro Agrônomo, Mestre e Doutor em Economia. Professor Adjunto do Departamento de Economia e
do Programa de Pós-Graduação em Economia da UFSC. E-mail: mattei@cse.ufsc.br
3 Engenheiro Agrônomo, Mestre e Doutor em Desenvolvimento Rural, Professor do Programa de Pós-
Graduação em Agroecossistemas da UFSC. E-mail: acazella@cca.ufsc.br
2

http://www.ufcg.edu.br/~cedrus/downloads/schneider/historico_pronaf.pdf

Messias Franca de Macedo
Feira de Santana, Bahia, República de Nós Bananas

Anônimo disse...

Serra não fará menção às Farc na propaganda de TV

[JOSÉ (S)erra: “Só tenho uma cara!” ENTENDA – com a ajuda do Josias “dos Frias”(!) da ditabranda (sic)]

Principal novidade da campanha eleitoral, o azedume que José Serra injetou no discurso não será reproduzido na propaganda de TV do candidato.

* Serra da televisão não vai repetir, por exemplo, a acusação de vínculo do PT com as Farcs que o Serra das entrevistas dos últimos dias alardeou.
(...)
o QG de Serra verificou:
1. O pedaço do eleitorado sensível ao discurso de que o **PT é dúbio nos valores que professa já vota em Serra.
2. O grosso do eleitorado de Dilma, simpático a Lula e agradecido pelas ***
benesses do Bolsa Família, nem sabe o que são as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia.
Na estratégia de campanha de Serra, a vinculação do PT com as Farc foi reduzida à condição de um “acidente de percurso”.
Resultado de um “escorregão” de Índio da Costa (DEM-RJ)
Mas, a depender do tucanato, vai ficar nisso. Na propaganda de ****
televisão, Serra pretende se ocupar de sua própria biografia.
Os responsáveis pelo marketing da campanha tucana contemplam a hipótese de recorrer a ataques pontuais. Sempre a Dilma e ao PT, jamais a Lula.
Mas está decidido que a chamada “baixaria” não será a tônica da propaganda eletrônica. As pesquisas internas indicam que o jogo bruto não se traduz em votos.

FONTE: Serra não fará menção às Farc na propaganda de TV
25/07/2010
em http://josiasdesouza.folha.blog.uol.com.br/

FALA MATUTO ‘BANANIENSE’!:
*Ô, a cara do (S)erra na televisão não é a mesma cara do (S)erra?! O matuto pode, então, inferir que o candidato pré-derrotado da vez da DIREITONA OPOSIÇÃO AO BRASIL tem, pelo menos, duas caras?! Ou um mais um não é mais dois?!
**Ah, engraçado, o eleitor que não vota em dubiedade, vota em (S)erra?!... “Sinistro, ‘vei’!” Eu nunca havia pensando nisto ‘nunca antes neste país’!
O pedaço do eleitorado sensível ao discurso de que o PT é dúbio nos valores que professa já vota em Serra. A próposito, qual a margem de erro da pesquisa do Josias “da Folha” a nos oferecer o dado supramencionado?!
***captaram o, digamos, “escorregão” do Josias de Souza, integrante do Coral Bolsa Esmola?!
****avisem ao (S)erra que a televisão brasileira é pródiga em baixaria/porcaria! Não apoQUENTE ‘mais’ ainda a calva, (S)erra! (S)erra, se a canoa explodir - perdão, ato falho -, se a calva explodir de uma vez por todas, como ficarão os esgotos nossos de cada dia?! Ficará com a SABESP privatizada?!

RESCALDO: por falar em Coral, uma melodia não faz mais a ninguém!

Viva o (S)erra! “O [uma] cara”(!)

(S)erra não é dúbio,
La-ri-lo-ló
(S)erra só tem uma cara,
La-ri-lu-lu
(S)erra não é ambíguo,
La-ri-li-la-la!
Lá, lá(!)


Bis ‘n’ vezes

República de Nós Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Anônimo disse...

Este pessoal do Serra. FHC, Álvaro Botox, Guerra, e muitos outros TucanosDemos se tornaram antipáticos de tal maneira e os brasileiros estão enojados destes traidores que eles serão varridos da política no dia 3 de outubro. Um igual o Serra e o FHc terão que mudar do pais, pois a vergonha que passarão não terá limites!

Airton disse...

Parabéns seu Cloaca, agora é um serrófobo com ISO 9000 !!

Sueli-Porto Alegre disse...

Seu Cloaca...que orgulho acessar um SITE "DI MARCA".Lembra que o Sr.tava morrendo de medo,infundado,claro, de não dar certo quando fez a sua iniciacão???? é ,mas deu muiiiiito certo.
Tudo de Bom pro Sr. Seu Cloaca!
Abracos Sueli One

JÚLIO CÉSAR SCHMITT GARCIA disse...

Caro Cloaca, arrebentaste de novo!
O Serra só vai - mais ou menos - bem é no Dadafalha e/ou no Globope, como coloca o PAmorim!
ehehehehe...
Forte abraço!
Júlio Garcia

Anônimo disse...

ENTENDA A COLETA DE DADOS DO DATAFRAUDE! OU, AMOSTRAGEM SE FAZ “AMOSTRANDO”!


A TÁTICA DO MEDO

Serra e o seu vice, Indio, deflagram o vale-tudo na campanha. Tentam associar o PT ao narcotráfico, à organização criminosa Comando Vermelho e a “tudo que há de pior”, como fantasmas para assustar o eleitor brasileiro. Mas o terror pode ser uma estratégia suicida.

FONTE: capa da revista Istoé, 28/06/2010

#####################################


VAMOS À METODOLOGIA DO DATAFRAUDE!:

Já “aresolvi”: comprei a “mardita” da Revista IstoÉ, recortei o diabo da capa e colei numa ‘talisca’ de madeira... No dia da próxima eleição “presidenciá”, irei usar uma máscara do Hugo ‘Mussolini’ Chávez [segundo o tal Arnaldo Jávou, da Rede ‘Roubo’], e sairei, “na doida”, “amostrando” e afugentando tudo que for eleitor da Dilma daqui do Agreste e do sertão baiano!...

NOTA: e, aí, matuto ‘bananiense’, o povo brasileiro entenderá a tal metodologia do Instituto que é uma ‘Frias’(!)
Ou seja, amostragem se faz “amostrando”!
E VAPT VUPT!

República de Nós Bananas
Bahia, Feira de Santana
Messias Franca de Macedo

Anônimo disse...

Ei povo que frequenta esta Cloaca, lembram do Serra dizendo "finge que funciona", em 20/jan/2006?

Anônimo disse...

ERRATA:
A TÁTICA DO MEDO
FONTE: capa da revista Istoé, 28/07/2010 (ao invés de 28/06/10)

Cordiais saudações democráticas, progressistas e civilizatórias,

Messias Franca de Macedo
Feira de Santana, Bahia, República de Nós Bananas

neizão disse...

Sr. República das Bananas,
A Rede é Roubo, mas o jornal é Ogro-bo.
Certo.
neizão