sábado, 6 de novembro de 2010

IMAGINE O BRASIL SER DIVIDIDO E O NORDESTE FICAR INDEPENDENTE

Esta é a versão integral e crua do mais bem-humorado e utópico manifesto contra a discriminação e o preconceito sofridos pelo Nordeste (a versão mais conhecida foi gravada por Elba Ramalho, nos anos 80, assinada pelo genial menestrel pernambucano Ivanildo Vila Nova – A Águia do Improviso – e pelo poeta paraibano Bráulio Tavares, O Raio da Silibrina).
No histórico registro a seguir, cantam Ivanildo e Severino Feitosa.

47 comentários:

Luiz Herrmann disse...

Sou de Curitiba, onde o voto ideológico pró-Serra foi muito forte. Essa xenofobia, fascismo mesmo, me lembrou a campanha "O Sul é o Meu País", nos anos 90. Na época, decidi: Se a campanha vingasse, eu mudaria pro Brasil.

HRP FELIZ! disse...

Herman e outros:
Esses bofes ainda trocam cartinhas juntos!
Que besteirol!
http://www.patria-sulista.org/

Reg disse...

Mayara é zumbi.
Mayara é produto do PIG, haja vista ter 21 anos e, desde o 13, tenra idade, receber informações preconceituosas contra os pobres, negros, nordestinos.
Mayara, é o resultado do preconceito plantado pelos capangas do PIG durante todos estes anos do governo Lula; cujo ápice ocorreu com o vídeo aqui publicado, do marcelo madureira.
Empregados do PIG a serviço do vampirão, que confundem ofensas com humor, violência.
Empregados, que ao tentarem atribuir violência a Lula/Dilma publicam mentiras e forjam violência para aparecerem nos programinhas de emissoras do PIG.
Hoje, no PIG, estes capangas, com medo de serem acusados de incitação ao preconceito, produzem redações dando outra versão para a vitória de Lula/Dilma.
Agora é tarde.
Deve ser esta liberdade de imprensa que eles tanto reclamam: o direito à impunidade.
MPF também no PIG.
Nordestinos, cariocas estamos solidários a vocês.
Não esqueceremos desta afronta em 2014.

Patrick disse...

Até Rio Grande a gente tem ;)

Paulo Nolasco de Andrade disse...

Sou de uma época em que diziam "Os incomodados que se mudem", se essas figurinhas estão incomodadas, que se mudem; a Europa é um bom caminho para eles saberem o que é bom.
Os norte-americanos, adoram os sul americanos, boa viagem, idiotas.

Claudia disse...

E se o Brasil for dividido o Rio de Janeiro vai ser nordeste, claro, e aí a coisa vai se boa. Terra do carnaval lega, Rio, Bahia, Pernambuco e aquele povo da terra da garoa ficará preso ao túmulo do samba para sempre.

C.

Reg disse...

"Bento 16 lembrou como Cristo escolheu para si mesmo "esta forma de vida virgem, pobre e obediente" e, por isso, assinalou que "a vida consagrada nunca poderá faltar nem morrer na Igreja" porque foi "querida pelo próprio Jesus como parcela irremovível da sua Igreja'".
Será que a cnbb tucana censurará o PIG por conta da baixaria, da propaganda de cafetões nas novelas brasileiras?
CNBB e PIG tudo a ver.
Hereges.

Anônimo disse...

amo o nordeste....norte....sul....centro oeste....amo o Brasil, o melhor lugar do Mundo....mais sem o Serragio e a sua Turma?

Fábio disse...

Durante a Colônia e o Império, comparadas as outras cidades brasileiras, Salvador e Recife eram cidades grandes, ricas, vibrantes e importantes centros da cultura brasileira. Salvador e Recife eram o orgulho do Novo Mundo. Naquela época São Paulo era pouco mais que uma vila despovoada perdida entre as brumas do planalto paulista, fria no inverno e cheia de mosquitos produzidos nas várzeas do Tietê no verão. Quando o nordeste era rico São Paulo não deixou de ser nem parte da Colônia, nem província do Império. É impossível entender como os paulistas podem ser tão idiotas a ponto de acreditar nesta idéia sem pé-nem-cabeça de que São Paulo ficaria melhor separada da Federação. Sem o Brasil, sem os nordestinos, São Paulo não chegaria onde chegou.

Reg disse...

Paulistas são produtos do PIG: provincianos e analfabetos funcionais.
Ao contrário dos cariocas que possuem lazer de graça e preferem se divertir na praia na maior felicidade, sem poluição, na maior democracia.
Tudo junto e misturado, como deve ser a sociedade moderna.
O horário de verão aqui no Rio é maravilhoso.
Sair do trabalho e dar um mergulho no mar, não tem preço.
Cariocas são bacanas, cariocas são sacanas, cariocas não gostam do tempo nublado e muito menos brincanagem com nossos irmãos norte/nordestinos.

Fabrcio Schneider - Sinop/MT disse...

É muito fácil culpar os pais pelos preconceitos dos filhos, mas temos que ver que a Mayara e seus "iguais" são bem adultos e já deveriam saber distinguir o certo do errado.

Também venho de um lar totalmente conservador, meu pai é um saudosista da ditadura e um anti-petista radical, que mesmo saltando aos olhos não consegue enxergar os méritos do governo Lula. Cresci assistindo a Globo, ele, aliás, é um papagio da "poderosa" repete a exaustão tudo o que é dito ali.

Eu a partir do momento que saí da influência deles (através da internet e também na facul) e não cresci na internet, como a Mayara deve ter crescido, sou bem mais velho que ela, então oportunidade de se informar ela teve, mas preferiu seguir outro caminho, o do preconceito, e acho que sim deve ser punida, nem que ao menos sirva de exemplo para outros iguais.

O que me assusta é que esse tipo de comportamento tem se tornado comum, estavamos avançando, mas de algum tempo para cá tenho visto um recuo na tolerância aos "diferentes", tenho medo de onde isso vai parar e não devemos ter receio de dizer isso, o crescimento da influência das igrejas "neo-pentecostais" está diretamente ligado a isso.

Capitão Óbvio disse...

Não podemos deixar de desmascarar a revista Veja.

Por favor, ajude a divulgar este video:

http://www.youtube.com/watch?v=2BN1OJGFsCk

OPINA disse...

É claro, o meu Glorioso Estado do Espírito Santo, herdeiro de uma passado glorioso, se juntará ao Passado Glorioso Nordestino. Não sei porque fazemos parte da região sudeste. Nosso Estado Lutou contra a tal revolução constitucionalista, aquela mesmo do slogan: "tudo por são paulo se possível com o Brasil".
Sem preconceito, mas são uns verdadeiros nauseabundos.... Em tempo: já conheço gente que já está cotando produtos fabricados em são paulo e trocando, quando possível, por outros.

Probus disse...

A música NORDESTE INDEPENDENTE foi PROIBIDA PELA CENSURA EM 1984 porque, além de fazer apologia ao SEPARATISMO. Na versão de Elba Ramalho tinha uma denuncia que dizia assim:

“Os políticos, os homens do poder, esses que deveriam resolver, se empenhar e solucionar os problemas sérios e definitivos do país, eles permanecem em Brasília, nos gabinetes. Quando se aproxima o ano das eleições, eles saem de Brasília, eles pegam o avião, vão lá no Nordeste, sobrevoam a região, se certificam que há seca realmente no Nordeste. E entra ano sai ano e o sertão continua ao Deus dará.”

ORIGINAL: Nordeste Independente

http://www.youtube.com/watch?v=8sMbm2EIMg8

Aproveito para mandar ua mensagem aos CULTURADOS paulistas RACISTAS:

Ninguém ouviu um soluçar de dor no canto do Brasil?
Um lamento triste sempre ecoou. Ddesde que um “índio” guerreiro foi pro cativeiro e de lá cantou.
“Negro”: Entoou um canto de revolta pelos ares, no Quilombo dos Palmares, onde se refugiou.
Fora, a luta dos inconfidentes pela quebra das correntes, nada adiantou!
E, de guerra em paz, de paz em guerra, todo o povo dessa terra quando pode cantar, canta de dor.
E ecoa, noite e dia, é ensurdecedor. Ai, mas que agonia o canto do trabalhador. Esse canto que devia ser um canto de alegria: Soa apenas como um soluçar de dor.

(Canto das TRÊS raças)

a lesma lerda disse...

Blogosfera em Transe ou Obrigado Mayara Petruso, Por Expor as Entranhas de Sua/Nossa Gente ou Só se Desilude Quem Se Ilude
É quase impossível ignorar certas ondas que surgem nas mídias sociais. São verdadeiras tsunamis de informações e conceitos que só se poderia deixar de tomar conhecimento se você estivesse morto ou enterrado vivo. O foco dessa introdução é a avalanche de torpeza, ignorância e ignomínia manifestada nas eleições presidenciais de outubro 2010.
E o catalisador foi a obra da famigerada (no sentido empregado no conto homônimo de JGR) advogada paulistana Mayara Petruso que, talvez por sua pouca idade e escassa vivencia, acabou expressando publicamente o que muitos de seus conterrâneos pensam mas não dizem:
Que seria um grande beneficio ao estado de São Paulo se cada um de seus nativos buscasse afogar um “nordestito” (ela queria dizer nordestino, mas parece ter muitos problemas com a língua pátria além dos que tem com os habitantes dessa região do país).
Automaticamente relacionei sua façanha com os abundantes desastres de transito, que cada vez matam e mutilam mais em nosso país.
A relação pode nao ser muito evidente e tem a ver com a teoria econômica conhecida por “desenvolvimento induzido”, que, grosso modo, explica a súbita prosperidade de um país a partir, principalmente, de uma intervenção estrangeira, externa, com escassa eu nenhuma evolução educacional, cultural e existencial se seu próprio povo. Isso foi mais ou menos que ocorreu em nosso país em tempos recentes.
A situação do transito sempre me espantou; ver a enorme importância que a mídia dá ao assim chamado “terrorismo” e quase nenhuma à guerra diaria do transito me levou a pesquisar os números. Descobri uma estatística na Revista das Forças Armadas informando que nos últimos 7 (sete) anos em todo o mundo estima-se que atentados terroristas tenham tirado a vida de 39.000 pessoas EM TODO O MUNDO. Todos os anos nossos motoristas-terroristas matam quase 50.000 brasileiros, e mutilam um numero muito maior: são 10 vezes mais letais que todos os terroristas do mundo inteiro. Isso não é pouca coisa.
Penso que seria fazer pouco da inteligência e perspicácia dos outros tentar explicar mais o que quero dizer.

Cássio Tonsig disse...

Nessa fantasia de Brasil livre dos reacionários do SUL-SP... gostaria que Goiás ficasse no nordeste, quer dizer, no Brasil. Quem sabe, assim, essa terra poderia ter mais cultura e menos bobocas sertanojos puxa-sacos... menos gente envergonhada.

Exemplo: Carnaval aqui tem a "dispersão" feita pela polícia, liberada para descer a porrada pelo Secretário de Segurança! A elite aplaude (e a mídia omite) quando a cavalaria com gás e cacetetes poe fim àquele desfile de "pobres, marginais e pecadores..." http://bit.ly/9Wbgku
Os goianos têm vergonha do seu carnaval. Já até tentaram copiar o Rio (a corte!), já "importaram" escolas de samba de lá...

O goianos têm vergonha do cerrado (2º. bioma mais importante do país!) por suas árvores tortas... sem a exuberância das lá do Sul...

Os goianos até hoje vivem no séc. XVIII... bajulam os "bandeirantes paulistas" que até hoje aportam por aqui Serra "ganhou" nestas bandas).
Não é coincidência que, em local de destaque na Capital, tem a estátua do bandeirante Bartolomeu Bueno da Silva, em corpo inteiro, tendo nas mãos uma bateia e armado de bacamarte (para matar os índios!)

Diante dessa fantasia de separação, prefiriria o Brasil sertanejo que tem dignidade e orgulho de suas raízes.
A vida severina é muita mais rica.

Lau Cariri disse...

Fantástico Bráulio Tavares, meu conterrâneo da Paraíba. Grande Ivanildo Vila Nova, um dos maiores cantadores do Pajeú! Severino Feitosa, esse nem se fala. Tive a honra de vê-los cantar, como a muitos outros.

Onete disse...

Como nordestina [sou do Ceará], de um certo modo me incomodo com o preconceito que nos impingem. Acho que todo nordestino se incomoda. Mas não compartilhamos da revanche. O preconceito, a inferiorização que a nós atribuem são originados na falsa compreensão da migração a que os nordestinos tiveram que se submeter ao longo das políticas discriminatórias desenvolvidas por governantes, em sua maioria, não nordestinos. Fato mais notório a partir do advento da República. A migração não foi uma escolha. Foi a única chance possível para gente valente, inteligente e disposta a tudo, se safar das dificuldades que imputaram à região. Contudo, não é esta a causa que incomoda a geração atual de preconceituosos, pois sua revolta não é com o imigrante. Odeiam os que não migraram e, lá na sua região votaram contra o interesse da "metrópole". O que estes alienados não percebem é que a democracia não é sinônimo de vontade dos ricos, mas da maioria. Aliás, sequer, sabem o que é. compreender conceitos é coisa de quem estuda mesmo e, aquele que o faz não é preconceituoso. O preconceito é fruto da burrice [ignorância absoluta das mínimas noções humanistas]e só desaparecerá com o desaparecimento desta burrice. Preconceituosos são intransigentes porque, pela falta de conhecimentos, não possuem argumentos para avaliar. Posicionam-se com base em opiniões compartilhadas, mas de origem indefinida.
Os brasileiros e não apenas os nordestinos eleitores de Dilma fizeram escolhas fundamentadas em critérios de caráter universal, os dos que pensam, que compreendem.
O mais revoltante é perceber que este problema foi especialmente suscitado por conta da campanha eleitoral do candidato derrotado. Espera-se que uma campanha eleitoral seja feita com o propósito de educação, de politização.
Onete Lopes

matedoce&leitequente disse...

Sou branco, sulista e venho de uma família onde meu pai lê Veja e revista Seleções desde que me conheço por gente. Mas ele me ensinou o valor da democracia e deixou que eu seguisse meu caminho, com pensamento próprio, social-democrata no sentido lato da palavra, defensor dos direitos humanos e do livre pensar. Essa guria que escreveu bobagens e incitou ódio aos bravos nordestinos deve sim ser investigada com todo rigor, mas com direito de defesa como cabe ao Estado de Direito. E a maior punição que ela pode ter é ficar impedida de fazer concursos públicos - um óbice claro a quem faz Direito nos dias de hoje.

Belle Vox disse...

Ai, ai, ai...(suspiro)
Nojo da mayara, do serra de toda essa corja.
No entanto, "essa corja" não existe só em São Paulo não, viu?
Sem pedras, gente. "Os paulistas" não existem, é uma fábula, São Paulo não é serra, muito menos mayara, assim como o Ceará não é Tasso, nem a Bahia, ACM, nem Amazonas é Virgílio.
Paulista é gente como voces. O sururu que se formou foi fomentado pela campanha imunda do serra, sim, mas é fermento que há muito cozinha aqui e mundo afora. É o Tea Party inundando a nossa civilização, de novo, e essas coisas que acontecem são sinais claros de que se não abrirmos os olhos rapidinho, logo mais vamos ser tragados pelos neocons, pelos evangélicos e católicos ultra-direita, skinheads e neonazis em geral.
O que eles querem mesmo é um país dividido pelo ódio. E pelo que tenho visto, estão conseguindo.
O carioca diz que "paulistas são analfabetos funcionais"( a mesma crítica tão batida, contra Lula, nordestino de nascimento, paulista de formação ) , outra diz que "São Paulo é o túmulo do samba", e por aí vai. Realmente, eles estão conseguindo. A máquina do ódio está conseguindo dividir o País, e com isso, aplainar o terreno para sua entrada triunfal.
É irmão contra irmão. Dividindo para reinar, a velha tática que sempre funciona.
Quanto a São Paulo ser o túmulo do samba, Vinícius de Moraes estava coberto de razão, graças aos Deuses. Aqui, é rock na veia. E todos os outros ritmos, já que é plural, queira ou não queira mayara.

Canto da Boca disse...

Eu quero apenas dizer que fico bem contente em perceber que um bocado de gente aqui tá por dentro da história do Brasil. Seria bem interessante se essa pobre coitada da Mayara e seus iguais, lessem um pouco mais a história do próprio país. Sugiro ao menos três, assim só para que eles peguem gosto pela leitura: A Fronda dos Mazombos, O Norte Agrário e o Império, e ao menos um do Sergio Buarque de Holanda, O Raízes do Brasil (mas por favor, Mayara e amiguinhos, não procurem por esse livro na seção de biologia, viu?),ah! E o Raymundo Faoro, Os Donos do Poder, mas o lasca é que são dois volumes, será que aguentam o tranco da leitura?
E mais uma informação desimportante, sou nordestina sim senhora, fiz o mestrado na Europa (em dois países), e comecei o doutorado também, sou trilíngue, conheço alguns continentes e países, e tudo às minhas custas, às custas do meu cognitivo, porque fui selecionada para uma bolsa razoável, graças a um projeto pensado por mim, por essa nordestina, essa gente que não pensa, e VOTAM NA DILMA, lá das Olandas (Olinda), para os íntimos...
Apareça lá, fia, vai comer uma tapioca com café mais nós?

Canto da Boca disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Canto da Boca disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Eu vou dizer uma coisa do fundo do meu coração de nordestina:

Os racistas, xenófobos do Sul, qualquer um deles, em especial aqueles de "olhos azuis", chegaram aqui em terras brasileiras puxando uma cachorrinha magra, retirantes de outros continenetes, corridos de sua terra natal devido a guerras, crise econômica, falta de trabalho, ou fugidos da polícia.

Aqui instalados, alguns com incentivos, como os alemães, com toda arrogância e prepotência, trataram de subjugar e excluir os nativos.

Esta é a verdadeira saga, se for contada pelo avesso do avesso.

Anônimo disse...

Alô, Embaixador da República Nordestina,
Quero solicitar exílio nessas terras maravilhosas!

NITX disse...

Acho que isto contribuiria para o mundo. Imaginem o NE inserido na economia global como ponte entre a América Latina, do Norte, a Europa e a Àfrica, seria um país de sucesso descolado do Brasil... uma verdadeira plataforma logística inserida na economia globalizada... vivendo só de dividendos e tal...

Anônimo disse...

Tão condenável quanto o preconceito "paulista" em relação aos nordestinos é o tom de alguns comentários que debocham e colocam numa mesma vala comum TODOS os paulistas, um comportamento igualmente imbecil.
Só para ilustrar o que digo, o "Manifesto São Paulo para os paulistas", lançado em 9 de abril deste ano, conseguiu a adesão de exatamente 1525 pessoas, um número totalmente desprezível.
Portanto, não vamos confundir a falta de cérebro de meia dúzia de filhinhos de papai da elite paulista (notadamente paulistana) com a generosidade e o espírito solidário dos nascidos em terras bandeirantes.
Um abraço a todos os brasileiros.
Ruy Garcia
Campinas (SP)

Edson Bueno de Camargo disse...

o sudeste na mão do PSDB, are, vou pedir minha cidadania nordestina, mudo para o Nordeste do dia da Independência.

dbacellar disse...

O Nordeste e o Norte do Brasil têm condições perfeitas para serem muito mais ricos que o Sul/Sudeste. Clima maravilhoso, proximidade física de muitos mercados importantes (não EUA e Europa, mas muitos países da América do Sul e Central), clima excelente, terras disponíveis e relativamente baratas ("relativamente" ao Sudeste). Ainda por cima, conseguiram evitar a maldição do horário de verão. Eu quero sair de São Paulo, parar de ter que calar diante da estupidez da classe média daqui para não fazer inimigos no local de trabalho, por exemplo. Em um ou dois anos estarei em condições de sair... mal posso esperar!

Anônimo disse...

O Brasil é, com certeza, o país mais generoso de todos. Nosso povo é generoso. Parabéns aos paulistas que repudiam essa xenofobia racista ridícula. O Brasil é a soma de todos e quem não gosta do Brasil assim, simplesmente não gosta do Brasil, não é brasileiro. Que esses preconceituosos procurem outro lugar para viver, que se encaixe com sua bitolada e minúscula visão de mundo. Nordeste é Brasil. Aliás, uma parte do Brasil que nos deixa mais bonitos, mais alegres, mais criativos, mais ricos. Viva o Brasil!

Anônimo disse...

Se o Nordeste ficar independente, e dependessemos de São Paulo, eu daria força ao movimento separatista daki do Sul, e que o Rio Grande se juntasse com o Uruguai. Daí, através da Unasul, faríamos um manifesto em favor do continente, para que o Nordeste tivesse cadeira cativa, e que os paulistanos cidadãos de bem cheirassem o pó da Colombia junto com os yankees, q eles amam e idolatram.

Viva o Nordeste, Viva o Brasil, Viva Lula e Viva a Dilma (e viva o Tarso aqui no Sul tbm... eehhehehe)

Marcelo Guerguen - Porto Alegre - RS - Brasil - Latinoamericano!!!!

Anônimo disse...

Mais CAG-DA no ENEM.
Até quando?

Edmar disse...

Se o Norte/Nordeste se separassem dos serristas SP, PR, SC e RS,seria uma beleza. Como compramos deles quase 80 do que consumimos, só o Imposto de Importação e IPI que poderiam os nossos governos locais cobrar sobre as "importações" compensaria sobejamente a perda dos impostos que eles acham que pagam e nos é dado de esmola. Ou poderíamos importar da China, Europa e restante da América Latina e deixá-los com suas preciosas produções encalhadas. Será que eles dariam conta?

Mastrandea disse...

O grande problema, além dessas cabacinhas, são seus mentores.


http://mastrandea.blogspot.com/2010/11/um-professor-de-mayara.html

Wolfram (SC) disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Mah :) disse...

Agora todo mundo virou super fã do nordeste, acho a hipocrisia humana uma coisa FANTÁSTICA.

Mah :) disse...

Agora todo mundo virou super fã do nordeste, acho a hipocrisia humana uma coisa FANTÁSTICA.

krofasil disse...

Bah, horror!!!E o pior é que Mayaras&outrasquetais representam o tipo de pensamentozinho neoliberal posmoderno, que começa a corromper corações/mentes de uma turma classe média equivocada, que não consegue enxergar vida além dos shopping centers,das academias e das "Av.Paulista"de não importa que cidade.É por aí que começa a barbárie do preconceito,da insensibilidade,da total carência de refinamento.Que esta não seja mais uma desconstrução que a sórdida Campanha Serr(argh...)tenha deixado de herança.O BRASIL NÃO MERECE!!!

Apenas, Marcia disse...

Eles já pensaram antes da Mayara em se separar. Eles já sabiam como os odeiam. Eles já perceberam o preconceito. Agora, com o Lula, eles se sentem brasileiros. Não percam a esperança. Dona Dilma vai continuar transformando este Nordeste em uma etrra tão linda como o RJ, Brasilia, Porto Alegre.

basicregisters disse...

Tenho mais de meio século, nasci em São Paulo, estou de uma certa forma aliviada com a exposição pública dessas mentes doentias. Quando vinha me referindo a elas , há anos, o que ouvia era que "é imaginação". Alívio e tristeza e indignação. Como tenho cidadania italiana leiam os ideais da Lega Nord, é igual ao que eles pretendem. Agora do ponto de vista técnico, conheço pessoas WASP , "paulistanas da gema" (existe isso?) que estão sendo internacionalmente processadas (pensão familiar) e, sem grana, quem está bancando as custas é a União. Se é a União, o dinheiro vem de todos ou só dos paulistas? São bobos mesmos.

Anônimo disse...

Sou brasileira, e acima de tudo,tenho orgulho de ser NORDESTINA!

Anônimo disse...

tem cara de vagaba essa pilantra racista.

Paulo Morani disse...

Leia em www.paulomorani.com
PRECONCEITO - O Rio de Janeiro pode dar a partida

Temos aqui, no RIO a "Feira dos Paraíbas" um espaço no bairro de São Crsitóvão que foi consagrado aos que vieram do Norte/Nordeste para cá. Em Copacabana, a Praça Serzedelo Corrêa era chamada "Praça dos Paraíbas", pois a partir de sexta-feira à noite, no sádo e domingo o pessoal que trabalhava em Copa, nas portarias, nas obras, nos pérdios enfim, se reuniam para dançar, namorar e se divertir. Com o cerco da praça (sr. cesar mala) isso praticamente acabou. Nesse momento, em que nossos irmãos brasileiros, nascidos no norte/nordeste e que construiram esse Brasil inteiro, com seu suor, lágrimas e sangue, estão sendo postos de lado por essa elite branca, canalha, o Rio de Janeiro tem a obrigação de dar a partida. Vamos trazer para Copacabana, novamente, na praça SERZEDELO CORREA, os forrós, os zabumbas e triângulos e, numa homenagem com pedido de desculpas, resgatar a história dessa nossa gente que "vem do norte". Vamos promover uma grande festa, com a presença de nordestinos do Brasil inteiro. Coclamo aqui a Prefeitura do Rio o Governo Estadual e o Federal (que tem em LULA seu nordestino maior) a realizarem uma grande festa. Pode ser no dia 20 de novembro, que é consagradoa Zumbi, o grande guerreiro negro, combatente, e que enfrentou as oligarquias da época. Será o dia do "DIGA NÃO A TODA E QUALQUER FORMA DE PRECONCEITO. Henfil dizia que "tudo o que se faz com festa, se faz melhor", e nós cariocas sabemos muito bem como fazer.
DIGA NÃO A QUALQUER FORMA DE PRECONCEITO.
Fica aqui a sugestão!
Paulo Morani
10 de novembro de 2010

Anônimo disse...

Não vejo problema em dividir o país. Não baseando-se na inferioridade ou superioridade intelectual dos moradores de cada região, mas principalmente nas questões físicas, sociais e de educação. Sou do Sul e não me identifico em nada com festas como Carnaval, Festa do Boi... Também não me atrai temperaturas superiores a 30 graus e muito menos trabalhar de bermuda e chinelos de dedos, não tenho nada contra, mas são questões culturais. Não me importaria em ter que mostrar o passaporte para passar uns dias de chinelos de dedo, bermuda assistindo o carnaval.

Anônimo disse...

Sou nordestino, mas não concordo com a ideia de ficarmos independentes do Brasil, embora esse desequilibrio seja evidente uma coisa é certa:

"Eles" não gostão de "nós" porque se acham superiores e "nós" não gostamos "deles" porque "eles" não gostam de "nós".

...somos desprovidos de tudo, se pararmos pra pensar, as forças armadas no nordeste por exemplo tem as armas mais antigas e ultrapassadas, os caças mais obsoletos, temos um sistema de radar ridiculo comparado as outras regiões e é justamente o nordeste a região perfeita para uma invasão por ser "a" região estrategica que proporciona o controle de todo trafego maritimo no atlantico e que garante a soberania naval sobre as regiões norte e sudeste.

...por que essa discriminação toda?Nós fizemos esse pais.

Anônimo disse...

Sra. Mayara; Sou nordestino do Rio Grande do Norte, mais precisamente do interior do RN, sou de Mossoró, já ouviu falar, se não, lembre-se que o sal da tua comida passou por minhas mãos, ah, sei qual o seu problema: é a falta de um cabra macho que nem eu, aí não tem não é , com 18 cm de P*** e da grossura do enorme pepino.. para poder "abrir sua mente" até entederes que tua merda é igual a minha, sem filisofia, sem dó e sem vaselina...forte abraço...ah..em tempo..voce é burra de linda.

Anônimo disse...

e a OAB, que é um dos órgãos mais respeitados do Brasil o que tem a dizer a respeito....o Nordeste está de olho na senhora dona Mayara..sua ex futura adogada.
já pensou uma adogada tipo Nazista ?