domingo, 27 de fevereiro de 2011

O FIGURINO NADA A VER DE JOHN LENNON DA SILVA

.


Se você chorou, como o tal João, já entendeu o que é a tal mímesis superior a que se referia um tal de Aristóteles... 

25 comentários:

Sueli-Porto Alegre-RS disse...

Seu Cloaca...que maravilha !O senhor é uma pessoa muito sensível ao bom gosto.

Abraços

Gilnei J. O. da Silva disse...

Putz! Sempre é bom ver uma pessoa surpreender e acabar com o preconceitos e a arrogância de algumas criaturas humanas.
Dá-lhe John Lennon da Silva‏, o menino talentoso, criativo, revolucionário, ousando fazer sincronia entre o clássico e o popular.
É isso, valeu!

Anônimo disse...

Quem desdenha do nosso povo acaba sendo invariavelmente surpreendido.

jozahfa disse...

Impressionante!

Anônimo disse...

Na verdade, é justamente esse o tal "sentido da vida" que tanto procuramos. Não culpo ninguém por ter um conceito já previamente formado em relação à apresentação do rapaz. Não sei, mas é o poder de julgar as coisas antes que elas acontecem que nos tira de situações desastrosas e que nos salva a vida, muitas vezes. Como tudo tem um lado ruim, esse do caso presente, seria o chamado "preconceito ruim". Aquele que nos colocam o dedo na "moleira" mesmo.

NITX disse...

Arte é isso, toca na alma, 'anima'da vida .... Nas favelas ainda estamos maltratando os Mozarts da Silva, Bach dos Santos. O John atingiu o universal, seu hit. Que balaço!

disse...

Que tal alguma coisa sobra o atropelamento no Massa Crítica daí?
A RBS tá deitando e bordando...

Ana Quaiato disse...

a arte a simplicidade o sonho e a confiança desbancam a estupidez humana!
Cloaca eu te amo e amo John Lennon! os 2.

Jesus disse...

O moleque é phoda!!! De emocionar mesmo! Deve ser coisa do nome!

João disse...

Simplesmente estou sem palavras. Tocante, emocionante, chorei......

CHIKO disse...

tapa na cara da burguesia fedorenta, inculta, preconceituosa

Anônimo disse...

grande talento não se pode permitir que se perca. Fiquei emocionada....Não é todo dia que surge alguém com a arte a flor da pele, como o Jhon Lennon da Silva.

Johanna disse...

Grata surpresa. Muito obrigada. Eu também chorei.

Paulo Ribeiro disse...

Tem uma dose de boiolagem, mas o rapaz é competente.

Anônimo disse...

Chorei. Se tivesse problema no coração, tinha morrido. Quanta emoção! Deus ajude a gente sensível quando assistir esse garoto num futuro próximo. Espero que o Ministério da Educação e Cultura chame esse rapaz e dê um incentivo para ele continuar seus estudos. Ele é um prodígio e deve ser encarado como tal.

Lêda disse...

Johan Lenon simplismente fantástico.Parabéns!
Leda

Apenas, Marcia disse...

Até meu me emocionei!!!!!! Sei lá o que dizer...

Teresinha Carpes disse...

O choro é livre???Então deixa eu chorar de emoção!Que cara espetacular este Johan Lenon!!!

Patrícia disse...

O menino é maravilhoso!!!!!É mesmo de emocionar. Agora, quem é aquela loura idiota?

Anônimo disse...

Que saco! Toda vez que olho, choro, e não consigo deixar de olhar ainda uma outra vez. Parece um espelho dentro de um espelho até o infinito.

Jusker disse...

Falar o que???

Anônimo disse...

O rapaz é ótimo sim, é obvio. Mas tão bom quanto o rapaz é a equipe de marketing do programa. Tá na cara que pegaram o artista em algum teatro e levaram pra lá com uma roupa bem simples, para propositalmente desdenharem dele. A mesma fórmula daquela inglesa que canta bem pra caramba,a Susan Boyle.

Anônimo disse...

Parece que só a loura não entendeu.

Anônimo disse...

Cloacaman, esta foi de chorar, "véio"!
Somos do time dos bons"
Parabéns ao John, a você e àqueles que buscam a perfeição pela evolução espiritual!

Anônimo disse...

Correção ao anônimo acima que postou:

"O rapaz é ótimo sim, é obvio. Mas tão bom quanto o rapaz é a equipe de marketing do programa. Tá na cara que pegaram o artista em algum teatro e levaram pra lá com uma roupa bem simples, para propositalmente desdenharem dele. A mesma fórmula daquela inglesa que canta bem pra caramba,a Susan Boyle."

Detalhe: Susan Boyle é escocesa, não inglesa!

VIDE: http://pt.wikipedia.org/wiki/Susan_Boyle