terça-feira, 31 de janeiro de 2012

NOVO MODELITO DE ALCKMIN ARRASA NA PSDB FASHION WEEK

.
.
O übermodel tucano exibe o novo look com a grife que lhe cai bem.

17 comentários:

Fernanda disse...

huuuuuuuu, que coisa de louco, hein??

Chuchu tá ferrado. Está vivendo o inferno astral.

Teve a pretensão de achar que podia ganhar do Lula. Ah, meus Deus!!

Anônimo disse...

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK!!!!!!

Ignez disse...

Hitler deve estar morrendo de inveja! KKKKKKKKKK!!!

olympio disse...

Com a política respeitosa dos direitos humanos que é praticada só falta uma suástica para completar o figurino.

NITX disse...

Para mim o Alquimista é um sagaz transformista. Passou de picolé de chuchu para pavê de chucrute. Mas logo logo ele vai lançar um novo subproduto da essência patenteada do chulé de seus cuturnos. Vai ser tipo uma cassata com pimenta.

Luís CPPrudente disse...

Testemunhas afirmaram que o governador fascista Geraldo Alckimim pediu para os seus auxiliares para mudar todas as fotos oficiais dele para esta que se encontra neste tópico.

Pelo visto o senhor Cloaca teve acesso a uma dessas testemunhas e publicou em primeira mão e com exclusividade a foto oficial do fascista Geraldo Alckimim.

Vania disse...

Simplesmente genial!

Guilherme Scalzilli disse...

A esquerda e o Pinheirinho

Os equivocados ataques a uma suposta omissão do governo federal servem à estratégia demotucana de envolver a única instância que fez alguma coisa (mesmo que obviamente irrisória) para impedir a tragédia do Pinheirinho. Os maiores responsáveis pelo impasse foram os governos municipal e estadual. Os esforços concentrados da juíza, do prefeito e do governador buscaram justamente abortar qualquer solução negociada, criando um fato consumado que inviabilizasse o recuo e a conseqüente vitória política do Planalto. Eis por que rapidamente promoveram a bárbara destruição dos bens abandonados pelos moradores e aniquilaram os vestígios físicos da comunidade.

A macabra disseminação de falsas estatísticas fatais apenas fortalece a idéia de que a ausência de óbitos legitimaria a operação policial. O anseio por uma catástrofe exemplar enfraquece as denúncias dos maus-tratos sofridos pelos desabrigados. Fruto da mesma cegueira oportunista, a glamorização da pobreza “insurgente” (ou a “comiseração desgraçada”) conduz a uma fantasia romântica sobre a realidade do sofrimento daquelas pessoas. A favela pode ser palco e símbolo de uma luta, mas nunca representará sequer um rascunho de solução para os problemas sociais e urbanísticos envolvidos. Foi a necessidade, e não um pretenso espírito libertário, que levou os ocupantes a se instalarem no Pinheirinho.

Tais mistificações ajudam a esquerda a fugir de uma reflexão isenta sobre suas próprias responsabilidades na gestação do episódio. A tragédia só ocorreu porque o governo Geraldo Alckmin e seus esteios no obscuro Judiciário paulista não enfrentam uma oposição articulada e eficaz do PT, do PSB e de outros partidos da base governista federal. Se, por exemplo, as ações dos cossacos na USP ou o sepultamento do mensalão da Alesp tivessem recebido o tratamento que mereciam, a oligarquia ultraconservadora que domina o Estado guardaria pelo menos a sensação de fragilidade que advém da fiscalização externa e do constrangimento público. E pensaria duas vezes antes de cometer um absurdo como o de Pinheirinho.

Essa é uma simples culminância de um longo processo de arbitrariedades isoladas que passaram incólumes por décadas de harmoniosa convivência entre a esquerda paulista e a hegemonia demotucana. Todos são cúmplices. E devem começar imediatamente a discutir como desfazer o ambiente de repressão e autoritarismo que já ultrapassa o nível do suportável.

http://www.guilhermescalzilli.blogspot.com/

Anônimo disse...

Faltou o bigodinho.

Anônimo disse...

Alguém ai me explique o que a Dilma quiz dizer quando afirmou que não adianta discutir teses anticapitalista. Não só ela não dicute como segue a risca os mandametos. O PT só quer que os Estados governados pela oposição tenham políticas anticapitalista. Vai entender.

Anônimo disse...

Seu Cloaca, e impressão minha ou ele ta sentindo cólicas?

Wilsoleaks Alves disse...

Anônimo...
Parece mesmo que "Her Alckmin" sente algum desconforto.
Só não sei precisar qual, mas desconfio...

Anônimo disse...

Ficou charmoso demais o Ai- kimin com este uniforme. Mas, eu acho que poderia ficar melhor se ele tivesse um bigodinho e um daqueles tampa olho que os Nazistas gostavam de usar, Seu Cloaca parabéns, mas no próximo capricha mais um pouco pra ficar igualzinho os NAZISTAS!
Mas ficou DIVINO!!!!!!!!!!!

Anônimo disse...

Se o negócio dos demotucanos era se tornar tão populares quanto o eterno Presidente Lula, tudo indica que estão conseguindo, mas, por outro viés. Pois veja o que noticiou o Azenha no seu blog: “do Movimento “Somos Todos Pinheirinho”, enviado por e-mail.

Pessoas em várias cidades do mundo estão agindo em rede para mostrar sua indignação pelos acontencimentos no Brasil. São brasileiros e pessoas de várias nacionalidades buscando pressionar para que a situação das famílias em Pinheirinho não caia no esquecimento facilmente.

Tem havido atos em várias cidades, como Berlin, Madrid, Paris, Buenos Aires. Outros devem acontecer em outras cidades”.

http://www.viomundo.com.br/politica/movimento-somos-todos-pinheirinho.html

ALEX disse...

CENAS TERRÍVEIS

Carmen Sampaio: “Pinheirinho, show de horror não acaba nunca”

por Conceição Lemes - 12 de fevereiro de 2012 às 9:08 (Viomundo)

O Dr Marcio Sotelo Felippe, procurador do Estado de São Paulo, enviou-me por e-mail esta dica:

Dá uma olhada nesse vídeo. Terrível. Acho que é um documento e tanto. Foi feito por uma moça chamada Carmen Sampaio, que vai todos os dias lá levar ajuda humanitária.

Conferi. Cenário de catástrofe. Um show de horror, mesmo.
http://www.youtube.com/watch?v=hV2n-7gbTPs&feature=player_embedded

Trechos:

“O Pinheirinho não era uma favela com barracos de madeira. Eles tinham casa de alvenaria, com fogão, geladeira, TV, móveis, etc. Agora, estão na miséria, amontoados em espaços insalubres, sem nenhuma privacidade, dormindo no chão. Num dos abrigos, há apenas TRÊS banheiros para mais de mil pessoas”.

“Há muitas grávidas e muitas crianças; estas ficam ao léu, pois não têm espaço adequado para brincar. Vi criança chorando de fome”.

“Estão desesperados pois o aluguel social é inferior aos valores cobrados na região. Além disso, imobiliárias exigem dois, três meses adiantados, que eles não têm como pagar. Alguns estão caindo na bebida”

(CONTINUA)
http://www.youtube.com/watch?v=hV2n-7gbTPs&feature=player_embedded

alex disse...

Adeus, Pinheirinho

http://www.youtube.com/watch?v=c2d1tD2fN0I

Anônimo disse...

Só faltou o bigodinho!