quinta-feira, 10 de setembro de 2009

O JEITO TUCANO DE ASSUMIR RESPONSABILIDADES

.
Ontem, enquanto o governador Zé Chirico ocupava espaços nos jornais e TVs para culpar a "natureza rebelde" pela mais recente tragédia paulista, recebíamos de um leitor a sugestão do vídeo abaixo, produzido em 2006 pelo programa Dateline, do canal SBS, da Austrália. Em pauta, a semana dos ataques do PCC, em que 492 pessoas foram mortas por armas de fogo no estado de São Paulo, a maioria por grupos de extermínio comandados pela polícia tucana. Geraldo Alkcmin acabara de deixar o cargo de governador, após seis anos de exercício na função. Falando para os aborígenes da Oceania, Chuchu declarou o seguinte:
.

13 comentários:

alexandre disse...

Um clássico,esse vídeo. nem há o que comentar. É assistir e pronto. pior que isso ,só o serra.

Paulo disse...

URGENTE

O Palacio dos Bandeirantes acaba de divulgar nota oficial relatando novo ato do governador do estado, tomando sérias e urgentes providencias frente ao mais recente atentado da Mãe Natureza.

"Devido à furia e rebeldia manifestada nestes dias pela Mãe Natureza, o governador instituiu comissão para investigar tal insubordinação e meios de submete-la à força da lei e da ordem. A comissão tem prazo de 132 anos para encontrar e processar os responsáveis"

Segundo palavras do governador, tudo indica que agitadores da CUT e elementos infiltrados nos justos movimentos dos trabalhadores paulistas esteja por tras destes eventos.

Enquanto isso, artistas gobais e outras celebridades da nossa sociedade estão organizando ato de repúdio contra a falta de amor materno dessa desnaturada Mãe Natureza.

O ato será no canteiro de obras da terceira pista da marginal do rio Pinheiros, de onde já foram abatidas, digo, removidas mais de 70 árvores para não atrapalhar a concentração.

Anônimo disse...

Sinceramente, rebeldia foi a natureza ter parido a aberração que atende pela alcunha de Zé Chirico. Aquilo sim é um risco inominável para o futuro do Brasil, quiçá da humanidade. Pessoa nefasta, este Zé chirico e a perspectiva, ainda que remota, de tornar-se o próximo presidente causa arrepios!

Anônimo disse...

O Serra é o responsável pelo "tornado" que destruiu Guaraciaba/SC , matando 4 pessoas.
Ou então, é a Yeda.

Anônimo disse...

Quer dizer que quem indica certas pessoas para determinados cargos é responsável pelo que estas fazem ou deixam de fazer ?

Onde mais será que vi isso acontecendo?

Anônimo disse...

Estudo interessante sobre a queda no número de assassinatos em São Paulo entre 2000 e 2005.

http://www.nevusp.org/downloads/down205.pdf

Anônimo disse...

O estudo anterior era sobre a cidade, este é sobre o estado de São Paulo:

http://www.seade.gov.br/produtos/spp/v21n01/v21n01_03.pdf

Luís Carlos disse...

O ex-governador Gilberto Picolé de Chuchu não assume nada, da mesma forma que o atual governador José Nosferatu Chirico não assume nada e culpa a natureza, os nordestinos e os baderneiros dos sindicatos dos trabalhadores públicos de São Paulo.

Anônimo disse...

Os caras do PSDB só dão entrevistas se já estiver tudo armado... Hahahaha.

Anônimo disse...

Essa cambada de sem-vergonhas do PSDB, tudo entreguista, lesa-pátria e anti-nacional, são parecidos com esse ex-governador pilantra, tal qual o atual governador José Chirico.

Edelmar disse...

Sim, o final é clássico... político brazileiro é uma laia tão baixa e tão rasa que nem sabe mais o que significa entrevista... que numa entrevista de verdade ele vai ser confrontado com assuntos 'complicados'. Acostumaram com a nossa imprensa (?) vendida e golpista que só marca entrevista pra jogar confete.

Outro exemplo do gênero é um programa da BBC chamado 'Hard Talk', que como o nome já deixa claro, coloca o entrevistado numa saia justa. O FFHH foi desmontado ao ponto de dar pena. O Lula só ria, com cara de descredito e mau disfarçando o nervosismo... são duas entrevistas que vale a pena assistir. Ainda devem estar no youtube.

Anônimo disse...

Geraldo Alkmin e Canção Nova: tuuudo a ver!!!

Guilherme Scalzilli disse...

Culpa da chuva

Custo a entender como o paulistano suporta diariamente esse indescritível colapso dos transportes urbanos e continua elegendo a mesma casta política para administrar o Estado. Ninguém jamais será responsabilizado pelo cenário apocalíptico das enchentes e dos congestionamentos monstruosos? O eleitor entregou-se a tamanha catatonia que simplesmente acredita na culpa do temporal, do feriado, do “grande fluxo de veículos”?
São décadas de continuidade administrativa ininterrupta, com uma fortuna já incalculável pretensamente gasta em investimentos, obras faraônicas e propaganda. A malha metroviária continua ridícula e os rios infectos, transbordando sob qualquer chuvisco passageiro (não, isso não acontece apenas com precipitações intensas). E o máximo que o cidadão consegue fazer é dar de ombros e concordar que vida nas cidades piorou muito nos últimos tempos...
Claro, essa passividade tem a colaboração militante da imprensa paulista. Um governo petista seria trucidado pelo espetáculo ignóbil destes dias chuvosos (e não mencionei segurança, educação, saúde). Mas, como a reeleição de Lula provou, a mídia não fabrica eleições sozinha. É impossível assistir ao martírio da população da capital sem constatar um sutil lampejo de merecimento.