quarta-feira, 28 de outubro de 2009

FOLHA FINANCIOU SECRETÁRIO-LOBISTA DE SERRA

..
Segundo informações publicadas no site Às Claras - banco de dados e análises sobre financiamento eleitoral no Brasil - a empresa Folha da Manhã S.A., que publica o jornal Folha de S.Paulo, doou a curiosa quantia de R$ 42.354,30 à campanha eleitoral do tucano Paulo Renato Souza, em 2006, quando este elegeu-se deputado federal. Oficialmente, foi a única doação feita pela empresa naquelas eleições. Por coincidência, trata-se da mesma corporação que controla a gráfica Plural, na região metropolitana de São Paulo, de onde "vazou" a prova do ENEM faz poucos dias. O Sr. Mandruvá - que recebeu 124.610 votos para virar deputado federal - arrecadou em sua campanha a estimulante quantia de R$ 2.222.247,00. Para se ter uma idéia do talento captador do tucano, o petista Wellington Dias, que precisou de 954.857 votos para se tornar governador do Piauí, arrecadou R$ 2.055.291,00.

21 comentários:

guaranidasmissões disse...

Viva a república das comadres!
Quanto mais mexe , mais fede!

Mamita Phia disse...

Vc jura isso, Cloaca!? Como pode isso, Cloaca?! Mister Mandruvá aceita cada coisa!
Onde está minha bombinha, meu inalador, meu berotec?
Lóvi-lhu:-)

ilariamaral disse...

O termo Mandruvá também é usado em relação a toletes de fezes que exacerbam o tamanho normal e provocam a dilatação anormal e dolorosa do ânus (nada a ver com tukânus delatados)!

El Polaco disse...

Ilariamaral: aprecio sua sutileza...

Anônimo disse...

Cloaca, onde encontro os dados sobre arrecadação e número de votos dos outros deputados federais?

Valeu !

Anônimo disse...

Encontrei o número de votos!
http://votoavoto.blog.uol.com.br/

Agora só falta a arrecadação...

wilson yoshio disse...

e perguntar não rende juros:
em que banco paulo bradrenato depositou a bufunfa?
on line ou via fax?

Anônimo disse...

Nao encontrei uma tabela completa, mas o site http://votoavoto.blog.uol.com.br/
tem os dados dos seis primeiros colocados:

1-Paulo Maluf (PP) : 739.827 : R$ 6.000,00
2-Celso Russomano (PP) : 573.524 : R$ 53.000,00
3-Clodovil Hernandes (PTC) : 493.951 : R$ 26,70
4-Enéas (Prona) : 386.905 : R$ 0,00
5-Emanuel (PSDB) : 328.486 : R$460.519,93
6-Paulinho da Força (PDT) : 287.443 : R$904.000,00
-
-
-
-
34-Paulo Renato Souza (PSDB): 124.610 : R$2.222.247,00


Dá pra pensar pelo menos duas coisas:
- sérios problemas de "recursos não contabilizados" nas campanhas de pelo menos alguns dos primeiros
- comparando com candidato do mesmo partido (Emanuel) e assumindo lisura nas suas contas, o sr. Souza tem péssimo potencial eleitoral: R$1,40/voto versus R$17,83/voto

x da questão disse...

O que se acha desse dados....
34-Paulo Renato Souza (PSDB): 124.610 : R$2.222.247,00,
acho que isto é troca de favores, quantas compras sem licitações, quantas irregularidade, Abutres da Nação, velhacos.

Anônimo disse...

A 'cacique do PIG' Miriam Leitão baixa diretiva: 'Mais oposição'

"O Brasil tem governo demais e oposição de menos", sentencia Miriam Leitão em sua coluna desta terça-feira (27), no jornal O Globo.

Como um fürher de saias, a versátil e intrépida jornalista espinafra sem piedade o PSDB, o DEM e adjacências, deixando claro quem está no comando na coligação entre o PIG (Partido da Imprensa Golpista) e a oposição convencional. Pergunta a Miriam: e o PIG, está com essa bola toda?

Por Bernardo Joffily - Portal Vermelho

"O presidente Lula fala e faz o que bem entende sem um contraponto. A oposição tem medo da popularidade do presidente e acha melhor não apontar suas falhas sequenciais", denuncia a colunista de jornal, comentarista de TV e rádio, blogueira de língua afiada.

Ela dá nome aos bois: o PSDB, omisso; o DEM, temático; e sobra até para os oposicionistas em legendas da base do governo. Só escapa, por um tris, o PV, que segundo Miriam "começa a desenhar uma alternativa".

"A oposição sabe a lista de absurdos encontrados nas obras do PAC ou fora dele?", admoesta a colunista. E, linhas abaixo: "A oposição tem medo de criticar".

Miriam Leitão, está visto, não tem medo de criticar. As Organizações Globo, que pagam seu salário (ou serão vários, um para cada multifunção? e de quanto?) não tem medo de criticar. O PIG não tem medo de criticar. E cobra igual intrepidez de seus aliados da oposição convencional.

Vejam o desespero total do "fürher de saias" no Vermelho.Org

http://www.vermelho.org.br/notic...8306& id_secao=1

Anônimo disse...

É dando que se recebe...

Magno disse...

CLOACA, obrigado por postar nossa postagem, http://ptpernambuco.blogspot.com/2009/10/globo-esqueceu-se-de-fhc-protege-lo.html
Realmente estamos muito agradecidos, precisando, cá estamos. Valew, forte abços.

Magno disse...

CLOACA, obrigado por postar nossa postagem, http://ptpernambuco.blogspot.com/2009/10/globo-esqueceu-se-de-fhc-protege-lo.html
Realmente estamos muito agradecidos, precisando, cá estamos. Valew, forte abços.

Luís Carlos P. Prudente disse...

E olha que o seu Cloaca ainda não fuçou a lixeira do Paulo Renato Mandruvá. Quando fuçar, o cheiro de podridão será muito maior, vai estar cheio de ratazanas e moscas (que por coincidência são símbolos da Ditabranda).

Anônimo disse...

Seu Mandruvá ....

KkKKKKKkkkKKkkKKkkKKkk ...

Antes de vomitar, vou rir até vomitar.

E nao é q ele tem aqelas sombrancelhas q parecem um ridículo mandruvá atravessando-lhe a testa ... ?!


KkKkKkKkkKKkK ....

Agora vou vomitar.

Inté,
Murilo

Anônimo disse...

KKKKKKKKKKKKKKK!
Po Cloaca,que sacanagem com os mandruva;sao tao bonitinhos!!!
Rchei o bico!!!

Teresinha Carpes disse...

Blogueiro,deu na TV Record e na Uol Online!31 toneladas de merenda PODRE,está sendo servida,para os colégios de São Paulo,Minas Gerais e Mato Grosso(não é do Sul)E a Empresa que fornece é a mesma,só que não lembro agora o nome a empresa!Quem sabe,é a mesma de Canôas,cujo prefeito era do PSDB,seu Marcos Rocheti...que beleza!

Teresinha Carpes disse...

Caro Blogueiro(WS),fui no oculista,e na volta ouvi um pouco a radialista Beatriz Fagundes(Rádio Pampa),depois fui no Záffari,e lá pelas 17 horas liguei o computador,e liguei o rádio que estava na Pampa e sabe quem estava vomitando fel,de tanto ódio!Êle fez diversas calúnias,eu gravei uma parte,mas só esta parte chega,para êle ter que responder na justiça!Êle atacou tanto o Presidente Lula,como a Ministra Dilma!Esta acusação é séria!Está qui em casa a tua disposição,se vc quer ouvir,vc me manda um E-mail,que eu vou te dar o meu novo número da GVT,tá?Abs...

Teresinha Carpes disse...

Errei:Não citei o nome do infame radialista:Gustavo Victorino,que eu gravei uma parte,das calúnias proferidas pela boca de cloaca radialista vil!!!

Anônimo disse...

e, como sempre, a culpa é do lula....

Andrefil disse...

Caro Cloaca,

Penso q vale a pena reproduzir por aqui o excelente post do Juremir Machado da Silva em seu blog :
"Mal dito (4)

Paulo Renato Souza é gaúcho. Talvez seja a sua grande qualidade. Ele se diz professor. Mas, pelo que se pode saber, sempre preferiu gabinetes a salas de aula. Questão de ar-condicionado. Foi ministro da Educação de FHC. É secretário da Educação de José Serra, em São Paulo. Ou seja, um tucano sempre abrigado em ninho privilegiado. Paulo Renato é um economista medíocre, um palestrante enfadonho, um político sem carisma e um tecnocrata elitista. Nesta semana, a revista Veja, com seu tradicional ideologismo obsceno, traz uma entrevista com Paulo Renato. No seu papel de modernizador engravatado, ele repete o mantra tucano que a Veja adora: só a meritocracia vai melhorar as escolas e o Brasil. Sindicatos e professores entravam esse progresso por excesso de corporativismo. Essa conversa fiada convence.

Convence os convencidos. Fico pasmo ao ver como um economista pode ser tão ingênuo quanto aos méritos da meritocracia. Ou é má-fé? Não, não, é apenas radicalismo ideológico. A meritocracia brasileira é antimeritocrática. Não passa de um sistema de reprodução de desigualdades históricas. Consagra o consagrado. Confirma o confirmado. Valida o consolidado. Legitima o facto consumado, dá aos filhos dos donos do poder o poder que os pais herdaram dos seus pais. Serve para manter a turma dos camarotes nos seus berços esplêndidos. Atualiza as capitanias hereditárias do saber. Que mérito pode haver em ganhar uma competição em que os candidatos não possuem as mesmas condições de preparação? Paulo Renato parece imaginar que condições iguais se resumem a fazer a mesma prova no mesmo dia, na mesma hora e na mesma sala.

Sem condições equivalentes ou semelhantes de preparação ao longo do percurso escolar, definitivamente, não há a menor possibilidade de estabelecer um regime meritocrático. É puro sofisma. Uma corrida em que o vencedor larga muito metros na frente e bate um oponente, como se diz na linguagem do futebol, “descontado”. Uma Fórmula 1 em que o campeão larga na pole, e o adversário, num carro menos competitivo, sai dos boxes duas voltas depois. Nessas condições, em algum momento, em função de algum acidente de percurso, o outsider até poderá chegar ao podium. Mas será sempre exceção. E não levará o título. Por trás do discurso ideológico de Paulo Renato se esconde a velha astúcia liberal segundo a qual um indivíduo motivado e inteligente vencerá as suas dificuldades, ultrapassará todos os obstáculos e triunfará. Nessa guerra, o indivíduo vence a sociedade.

Na retórica pseudomoderna de Paulo Renato Souza, os professores são preguiçosos, organizados em sindicatos partidarizados e defensores do menor esforço, os recursos públicos são dilapidados, não há metas, nem cobrança de resultados, e um marxismo vulgar justifica o atraso. Diz Paulo Renato: “Às universidades pretendem formar professores, mas passam ao largo da prática da sala de aula. No lugar de ensinarem didática, as faculdades de pedagogia optam por se dedicar a questões mais teóricas. Acabam se perdendo em debates sobre o sistema capitalista cujo ideário predominante não passa de um marxismo de segunda ou terceira categoria. O que se discute hoje nessas faculdades está muito distante de qualquer ideia que seja cientificamente aceita, mesmo dentro da própria ideologia marxista. É uma situação difícil de mudar. A resistência vem de universidades como USP e Unicamp, as maiores do país”. Como se vê, deve fazer muito tempo que Paulo Renato não bota os pés numa sala de aula. ....

Esse papo modernoso convence os adeptos dos darwinismo social. altar de um cargo para outro, sob as asas tucanas, sem jamais ter tido uma só ideia original.

Postado por Juremir Machado da Silva - 30/10/2009 09:35"