sexta-feira, 5 de março de 2010

RECEITA PARA A LIBERDADE DE EXPRESSÃO

.
Por Urariano Mota 
.
“Em seminário promovido pelo Instituto Millenium em SP, representantes dos principais veículos de comunicação do país afirmaram que o PT é um partido contrário à liberdade de expressão e à democracia. Eles acreditam que se Dilma for eleita o stalinismo será implantado no Brasil”, assim começava o esclarecedor texto de Bia Barbosa, no site Carta Maior, esta semana. Por isso, decido expor aqui uma receita para a liberdade de expressão que nos salve de Stalin na imprensa brasileira. Como toda boa receita de bolo, há que se começar pelos ingredientes. Que são saudáveis:
.
O povo, com todos seus tentáculos Fascismo, com o nome de Princípio Ativo do Capital Mão forte, para o golpe Democracia, no gênero defesa do mercado Liberdade, para quem sempre a possuiu Ovos de crocodilo, para as lágrimas Ovos de serpente, para o veneno
E farofa, muita farofa, de preferência pronta na saliva.
.
Modus operandi, ou modo de fazer o cremoso criminoso:
.
Na batedeira dos noticiários, bata as claras dos ovos de serpente primeiro, bem unidas, a ponto de se tornarem venenosas só de serem vistas. Faça o mesmo com as claras dos ovos de crocodilos, que devem ficar no ponto do close de lágrimas na imagem e na tinta de pesar dos obituários. Acrescente o açúcar de voz melosa, suave, beatífica, de apresentadoras que de tão boazinhas, puras e pulcras viram santas no Vaticano. Bata por mais 3minutos em cada flash de exposição dessa matéria. Agora ponha as gemas de crocodilos e serpente em deliciosa mistura, junte a Democracia do mercado, Liberdade da classe mais A do Brasil, mais o Princípio Ativo do Capital, que jamais se chamará de Fascismo, e, para dar o gosto e o sabor do passado, da tradição que não falha, agite a mistura com Mão Forte, com golpes rápidos e de surpresa, à semelhança dos ladrões e assaltantes. Isso até formar uma massa homogênea, unida, submetida pela força e pela persuasão da força. Por último, ponha o fermento bem armado e bata e bata, e bata, e golpeie. Despeje a massa numa forma de classe média bem untada de valores familiares e de nossa classe contra o resto do mundo. Asse em frigideiras de reputação bem aquecidas, até fazer a massa dourar pela aceitaçãodo fogo. Reforce o fogo.
.
Os ingredientes da cobertura são simples: farofa e os ovos de serpente que sobraram.
.
Modus operandi da cobertura:
.
Retire as claras para que sejam batidas às escuras, em off. Deixe-as respirar em papel de jornais e revistas, bem expostas na sala durante o tempo dos informativos na televisão. Depois, adorne a cobertura com a frase “eu tenho medo”, em todos os espaços livres da liberdade de expressão. Sirva-a com palavras dramáticas e lágrimas de Regina Duarte. . Sei que a esta altura devem estar perguntando: e o povo, e o povo com todos os seus tentáculos, como está escrito lá em cima nos ingredientes? O que fazer com o povo? Ora, o povo entra nesta receita por figuração estética. É simples. Usa-se o povo e se joga fora. Esta é a nossa receita para a liberdade de expressão, conforme o seminário promovido pelo Instituto Millenium. Jornalistas, editores e donos do pensamento em geral poderão ter com ela a paz de evitar a eleição da Dilma Roussef. É possível que a receita não seja digerível por estômagos mais humanos. Mas com certeza dará um belo bolo.

10 comentários:

Anônimo disse...

Sugiro também os 30 novos significados para "liberdade de expressão". Exelente artigo publicado em carta maior pelo colunista Washington Araújo.
http://www.cartamaior.com.br/templates/colunaMostrar.cfm?coluna_id=4560

Michel disse...

Seminário que reune a oligarquia da mídia para reclamar da "ameaça à liberdade de expressão" e que cobrava R$ 500 paus de ingresso.

É a mesma mídia que "nunca antes na história deste país" mentiu e atacou tanto, de forma orquestrada, um presidente democraticamente eleito.

Paulo disse...

Eu li sobre isso. Essa mídia é sorrateira e vil. Espero realmente poder vê-la definhar.

Anônimo disse...

Não entendo que tipo de democracia essa turma quer!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Edelmar disse...

Advogada anônima chorando as pitangas em blogs...
AHAHAH
Sim, e eu nasci ontem.

Anônimo disse...

Gente, até a tucanalha está lendo o cloaca!
Isto é que é sucesso!!!

Teresinha Carpes disse...

Gente estes tucanalhas,são como a ratos homofóbicos,são totalmente malucos e sem vergonha nenhuma na cara,esta história,já foi explicada,um montão de vezes,e nada haver com desvios para campanhas,o que é isso?Até os petistas cairam nesta cooperativa,pois é dos bancários!Vão criara vergonha na cara,tucAnalhas hidrófobos(AS)

ModeloBrasil disse...

Um modelo para o Brasil - http://modelobrasil.wordpress.com/