sexta-feira, 3 de junho de 2011

MARCELO TAS PENSA QUE É ALI KAMEL


LIBERDADE RELATIVA: MARCELO TAS QUER ME PROCESSAR

Por Lola Aronovich, do blog Escreva Lola Escreva
.
"Estou indignada, mas vou me esforçar para não parecer tão indignada. Ontem, como vocês viram, publiquei um post mandando o CQC pra PQP. Isso foi no título. No texto em si eu estava muito mais comedida, e expliquei porque é misoginia ter nojo da anatomia feminina (principalmente quando esta anatomia não está a serviço dos homens adultos e héteros, como no caso da vagina no parto e dos seios na amamentação). Por que fiquei tão revoltada? Por uma questão de princípios. Não sou mãe, nunca quis ser mãe, e agora, prestes a completar 44 anos na próxima segunda, definitivamente não serei mãe. Portanto, nunca amamentei. Também nunca fiz aborto, e no entanto sou 100% a favor da legalização do aborto. Assim como não sou lésbica, mas comemorei quando a união homoafetiva passou no Supremo. Não sou negra, mas faça uma piadinha racista perto de mim. E por aí vai. Eu não defendo apenas as causas que me beneficiam diretamente.

Já faz tempo que eu e muitas, muitas pessoas não engolimos as asneiras “politicamente incorretas” (código para “posso falar o que quiser e não aceito ser contestado”) de Rafinha Bastos, Danilo Gentili, e do CQC em geral, entre tantas outras celebridades e seus programas. Mês passado foram dois casos: Rafinha, numa revista, defendendo com todos os dentes piada de estupro (é um favor uma mulher feia ser estuprada, estuprador merece um abraço etc), e Danilo twittando que entende porque os judeus de Higienópolis são contra a construção do metrô — porque, da última vez que entraram num vagão, foram parar em Auschwitz. No segundo caso, a Band exigiu retratação do seu contratado, e Danilo rapidamente tirou o tweet do ar e pediu desculpas. No caso de Rafinha, nada. Parece que não é bacana fazer piada com judeu, mas com mulher, zuzo bem, tá liberado. Afinal, somos apenas 52% da população.
Mas eu me ofendo. Sou feminista desde os 8 anos de idade, e pra mim é ponto pacífico que a mulher tenha liberdade sobre seu corpo. Portanto, quando vem um bando de marmanjo ridicularizar mulheres por amamentarem em público, vejo isso como uma intervenção no corpo da mulher. É dizer que ela não pode amamentar na frente de outras pessoas, que existe apenas um tipo de seio que pode ser exposto. Isso num momento em que os mamaços se intensificam por todo o país, porque as mães não são bobas: elas sabem que vem crescendo no Brasil um conservadorismo que é contra a liberdade feminina (e também contra a liberdade de todas as outras minorias).
Quando Rafinha desdenhou do mamaço (e do beijaço), ele sabia o que estava fazendo. O CQC sabia. E aqui admito que errei numa informação no meu texto, como me informou uma leitora: não foi na TV que esse lamentável diálogo (veja aqui) aconteceu. Foi no CQC 3.0, que passa na internet após o programa televisivo. Mas faz muita diferença? Os participantes são os mesmos. Os temas, pelo que me contam, são os mesmos. O nível de estupidez é o mesmo. Se a gente considerar que integrantes do CQC estão ligados ao programa até quando falam numa revista ou no twitter, imagino que o que eles digam num troço pra internet chamado CQC 3.0 conte como parte do CQC, ou não?
De todo modo, ontem mais ou menos no almoço recebi um email do Marcelo Tas, curto e grosso, querendo saber onde e quando ele se posicionou contra a amamentação. Eu respondi, com a mesma educação que me foi dispensada, que nem ele nem o CQC se opuseram à amamentação, e sim à amamentação em público, como está claro no meu texto. E que eu só citei o Tas uma vez, num parênteses sem referência à amamentação em si, em que eu dizia que é claro que a sociedade gosta de seios (desde que direcionados a sua função única, a de fazer babar os homens) porque a TV não sobreviveria só de Rafinhas ou Marcelos Tas. Mas ele me mandou um outro email, subindo o tom, pedindo retificação imediata, porque ele não se disse contra a amamentação em público, ele não disse nada daquilo, e ele não é misógino. Comentei no Twitter que eu tinha recebido email do Tas e, mais tarde, publiquei nos comentários do meu post esses dois emails curtinhos como resposta dele, como um “outro lado”. Recebi outro email em seguida, em que ele diz: “
Você vai aprender através de um processo por calúnia e difamação a ser mais responsável com o que publica, esta troca de e-mails documenta a minha tentativa de dialogo com voce antes de tomar o caminho da Justiça”. Quer dizer, o que foi isso? Ameaça de processo, certo?
E isso me deixa indignada. O CQC tem o direito sagrado da liberdade de expressão para caluniar todas as mulheres, mas eu não tenho a liberdade para criticá-los? Então me parece que essa tal liberdade é meio relativa. Eu, por exemplo, dona deste humilde bloguinho com suas 90 mil visitas e 150 mil pageviews por mês, jamais ameacei ninguém com um processo. Sou contra a censura. Em todas as minhas críticas aos machistas, misóginos, homofóbicos e racistas de plantão (e são muitas críticas em 3,5 anos de blog com atualizações diárias), nunca exigi que alguém se calasse ou que algo fosse tirado do ar ou da internet. No caso do Rafinha fazendo piada com estupro, não divulguei nem o que seria totalmente legítimo — que passássemos a boicotar os anunciantes do CQC, programa que o emprega.
É engraçado que o Tas queira me processar porque, como lembrou a Srta.Bia, no caso do Danilo, quando a PinkyWainer perguntou ao Tas se ele apoiava o tipo de humor danístico sobre judeus e o metrô de Higienópolis, ele respondeu: Engraçado também que o CQC e demais programas são os primeiros a gritar “Censura! Exijo liberdade de expressão!” quando recebem qualquer crítica, mas são tão rápidos no gatilho pra ameaçar com processo quem os critica.
Eu até entendo. Por coincidência, estava lendo uma matéria da Lúcia Rodrigues na Caros Amigos de maio. Chama-se “As Novas Táticas da Repressão Política” (trecho aqui) e fala justamente sobre como processos jurídicos são movidos para intimidar os ativistas. É o que está em alta atualmente. O MST incomoda? Não basta só jogar a polícia em cima, mete também um processo! Processo é usado pra calar qualquer um que se oponha ao status quo. E Tas e seus colegas de CQC, apesar de posarem de moderninhos, representam, com seus preconceitos ultrapassados, esse status quo. Seu exército de advogados, sempre prontos para defender os integrantes de qualquer processo, também serve para intimidar. Mas se alguém achar que difamei o Tas, peço para que leia o post, do qual não troquei uma só vírgula. Como disse o Bruno, “
se esse post é calúnia, o CQC é formação de quadrilha”.
Tas em nenhum momento criticou o que seus colegas disseram, ou as outras besteiras que vivem dizendo. Mas se irritou porque eu o chamei de misógino. É, fui injusta. Gostaria de acrescentar que, além de considerá-lo um misógino de marca maior, também o vejo como um tucano enrustido e um babaca arrogante. Isso é calúnia e difamação? Ou é a minha opinião?
Se não tenho direito a minha opinião, então, Tas, me processe. Pela demonstração de apoio que recebi ontem, suponho que bastante gente ficará do meu lado, a favor da liberdade de expressão. Acho que na hora muit@s de nós nos levantaremos gritando “Eu sou Spartacus”, sabe? Você deve saber a força de uma mobilização online. Fico no aguardo de você começar uma luta de Davi e Golias contra mim. Ao contrário de você, eu não tenho um dos maiores grupos de comunicação do país me dando apoio. Tenho apenas a minha consciência, e esta precisará de mais de um processo pra ser calada. Eu sou mulher, sou feminista, tenho peito, não tenho medo. Pra mim “aquilo roxo”, balls, cojones, nunca foram sinônimo de coragem. Coragem é enfrentar todo um sistema que insiste em perpetuar preconceitos".

89 comentários:

Zeza disse...

Pois é, Lola, pros homens, a nossa opinião e a nossa sensibilidade são apenas manifestações histéricas. Pra alguns deles, o instinto não passa de coisa armada, programada, incluindo aí a TPM, a necessidade de amamentar porque tá vazando... Tudo histeria com hora marcada. De propósito pra incomodar os queridos.
Sabe a diferença entre um ônibus cheio de homens de um cheio de porcos? A placa!

Reg disse...

O humor brasileiro precisa aprender que piadas de mau gosto ofendem parcelas da sociedade e não dão ibope, na medida em que o cidadão de bem se sente incomodado.
Precisam também aprender que rirem das próprias piadas não as tornam engraçadas, tampouco passarem o programa gritando.
O lamentável é que a televisão brasileira, inclusive a paga, se tornou partido político, na medida em que omite o nome do tucanos e demos, quando apresentam a prisão dos representantes deste partido pegos com a boca na butija.
A televisão brasileira se tornou local de propaganda de religião, comercial de produtos, cidades, como Nova York, conforme jornal noturno diário. Leilão e repetição diária de filmes.
Merece um representação ao PROCON, uma vez que é concessão pública.

thiago_cerqueira disse...

Olá, Sou professor de história e tenho que concordar com você,e ainda vou mais além,porque percebo que figuras como Tas, Bolsanaro e tantos outros estão ganhando cada vez mais espaço na mídia e por incível que pareça também na sociedade.Um fenômeno que começamos a presenciar desde campanha de reeleição do Lula quando os preconceitos dos mais diversos foram usados afim de ganhar votos, são provas de como pensamentos de extrema direita( nos moldes neo-nazistas) estão ganhando cada vez mais força dentro de uma parte da sociedade, e para os que não lembram ou não presenciaram qual o resultado da exacerbação desse movimento provoca é só lembrar de 64 no Brasil.
E se me permite neste espaço, discordar da cara leitora Zeze que comentou seu post,discorco totalmente desse tipo de generalização, homens são isso, mulheres são aquilo, é exatamente esse tipo de discurso que não pode existir. Sou Homem, e apoio todo e qualquer tipo de movimento antipreconceito, seja, racial, sexual, religioso, ou de orientação sexual, e como homem me sinto profudamente ofendido em ser comparado ou posto do mesmo lado de pesoas como Marcelo Tas.

augusto disse...

Isso mesmo, lola.
Então, não tenhas horror da anatomia pequena,{isso eh anti-androfilia) afinal somos apenas 48% da populaçao.
Tambem passes perto da torcida da arquibancada com teus braços, pernas,
costas e começo da bunda tatuados como tapetes persas! Tens o direito é o teu corpo, não é?

augusto disse...

Isso mesmo, lola.
Então, não tenhas horror da anatomia pequena,{isso eh anti-androfilia) afinal somos apenas 48% da populaçao.
Tambem passes perto da torcida da arquibancada com teus braços, pernas,
costas e começo da bunda tatuados como tapetes persas! Tens o direito é o teu corpo, não é?

augusto disse...

estas até bem moderada na histeria hoje, zeza! É o calendario lunar?

Zeza disse...

É Zeza, Thiago, não Zeze.
Até acho que existem exemplares que lutam junto com as mulheres contra o preconceito, como o Sr. Cloaca, por exemplo, que publicou esse texto da Lola.
Mas vamos concordar que muitos dizem publicamente uma coisa e nas relações íntimas com mulheres agem de outra forma. E tem as mulheres machistas também, que infelizmente transferem esses tabus aos filhos.
Ocorre que pra falar de machismo e preconceito, temos que nos concentrar no homem comum, não nas exceções. Não é uma questão individual, não estamos falando de mim ou de ti, concorda?

Robson Fernando de Souza disse...

Valeu, Cloaca, pela solidariedade =)

Abs

Zeza disse...

E o tal Rafinha é considerado o mais influente do planeta no Twitter. Isso é que me preocupa. Mas continue escrevendo, Lola, continue escrevendo...

Gustavo disse...

Pelo que eu entendi lendo o seu próprio texto, a questão não é a liberdade de expressão, mas sim a acusação de um fato que supostamente pode ou não ter ocorrido, o que usado indevidamente é na minha visão seria passível de processo.

bruna lazarini disse...

E qual será que publica primeiro o best seller "Não somos machistas" ??
Aguardemos...

Enio - Maquinista do "PTrem das Treze" disse...

Esse cabeça de ovo precisa voltar pra cloaca !!! A da mãe e a do esgoto !!!

msilvaduarte disse...

Cantei a pedra quando escrevi sobre a Nova Corja, aqui do RS. Isso tudo é niilismo emo travestido de liberdade de expressão. É cool ser politicamente incorreto porque existem pessoas idiotas o suficiente para dar crédito a esse tipo de boçalidade. Uma ideia do atual nível de nosso debate público pode ser dada por alguns de seus principais interlocutores: Caetanos Velosos, Mainardis, Kamels, Bolsonaros, Davids Coimbras e Mervais da vida. Logo, até a opinião do pessoal do CQC vai ser levada à sério.

Enio - Maquinista do "PTrem das Treze" disse...

Nome completo do pretenso esmagador de minorias: Ali Ahamad Kamel Ali Harfouche.
Nome de agente da "CIA" de um animal assolado por taras perdidas !!!

Matheus Lobo disse...

Lola, entendo sua revolta para com a ameaça do Marcelo Tas. Mas tenho que discordar do fato de criticarem certos humores como o Danilo ter falado dos judeus no assunto do metro. Nao sou contra esse tipo de piada, até porque tem muitos judeus que fazem piadas do mesmo tipo, e nao são repreendidos pelo fatos de fazerem parte da piada tambem.

MAS sou completamente contra a atitude HIPOCRITA do MARCELO TAS de se sentir incriticavel.

P.S.: Levantando o assunto de piadas racistas, etc: Exemplo de censura ridicula, e ao meu ver, trazer o racismo a tona é o fato dos novos filmes da serie Star Wars, traduzirem o "Dark Side" nao mais como o lado negro da força, e sim o lado sombrio, como aparece nas legendas agora. ISSO é criar uma nuvem de que existe racismo em tudo, e nao se pode mais usar uma palavra porque é taxado de racista ou preconceituoso.

Rocco disse...

Muito bom texto, Lola, e parabéns por republicar, Seu Cloaca. mas como é que alguém pode dizer uma bobagem tão grande quanto essa piada de ônibus cheios de porcos e homens? Sabe o que isso parece? O humor do CQC. "Pros homens", diz a autora do comentário. Tá precisando conhecer Homens.

Confligerante disse...

Eles podem tudo, eles são demais, na verdade são um bando de boyzinhos filhinhos de papai que nunca passaram dos muros do condomínio onde foram criados,são o que ando achando nos últimos tempos, apenas bárbaros com diplomas de alguma faculdade. Nada mais.

Buster Keaton disse...

Vira e mexe aparecem confusões envolvendo CQC e seus membros, penso que é hora de ser repensado esse tipo de programa que na mina opinião agride as pessoas e grupos da forma mais "politicamente incorreta" possível. Lembrando Chico Anisio e Jó Soares (como comediantes da velha escola)podemos ver o quanto nossa televisão degenerou em termos de humor, infelizmente existem empresas que patrocinam isso! O panico andou uma época assim e por motivos óbvios (e principalmente legais) foi obrigado a criar um formato mais "soft" apatifando apenas seus componentes! "Custe o que custar" está exagerando há horas!

Anônimo disse...

vc em razão. os caras do CQC acham que tudo podem. Um dia desses, no Senado, ficaram correndo atrás de um Senador do Paraná, não que eu goste dele, mas paciência tem limite. aquele Senador poderia ter-lhe dado um tapa dada a insistência. Noutra, ele ficou perseguindo um pessoal que tinha desviado uma TV da escola para casa. Eles ficaram execrando aquelas pessoas, podiam somente dá a notícia

Paulo disse...

Esse Tass é um tremendo babacão, moderninho ele não pode ser, a idade não permite embora ele se faça de.
Há algum tempo atrás o Tass criticou um blog, por se declarar apoiar um candidato, para ele a transparência não é um bem.

Anjoluso disse...

Parabéns Lola, tava na hora de alguém "peitar" esses idiotas.
Os caras se acham no direito de xingar até o presidente com palavrões e ñ permitem ser criticados.
Esse tucano enrustido do Tass chega a ser ridículo querendo ser engraçadinho.
Abaixo o mau gosto. Viva a liberdade de expressão com responsabilidade.

Zeza disse...

Tua última frase te entrega, Rocco. Coisa feia...

VERA disse...

Poxa!!! Que lindo!!!
BRAVOS, LOLA!!!

Isaac Gomes da Silva Júnior disse...

Manda brasa aí Lola que atiçamos o fogo aqui. Vamos boTas prá quebrar.

Paulo Marconi disse...

Aqueles caras são uns idiotas, mas o pior de tudo e a falta de criaividade e capacidade, pois o programa deles nada mais é que uma copia piorada de um program que passa na argentina,ou seja, a televisão brasileira é tão ruim que tem que clonar programas de seus vizinhos. E eles ainda se acham no direito de sacanear com os argentinos. Pode um negócio desse?

Paulo Eduardo disse...

É A TERCEIRA VEZ QUE ESTOU PEDINDO PARA SABER SOBRE O CASO PALOCCI. VOCÊ NÃO VAI FALAR MESMO NÉ?? BOM DESDE JÁ GOSTARIA DE DIZER QUE SEMPRE ESTOU AQUI VENDO SUAS POSTAGENS E ACHO MASSA SUAS CORREÇÕES DA LÍNGUA PORTUGUESA no jornal zero hora... AS VEZES NÃO CONCORDO COM SUAS POSIÇÕES POLÍTICAS. NA VERDADE NÃO CONCORDO EM NADA, EU ACHO, TENHO ASCO AO COMUNISMO, MAS MESMO ASSIM LEIO SEU BLOG REFLITO ACEITO, NÃO ACEITO, DUVIDO, SÓ NÃO GOSTO QUANDO TEM ALGO PODRE NO AR E ALGUNS POR FISIOLOGIMOS POLÍTICOS NÃO PODEM DIZER NADA. ANARQUISTAS GRAÇAS A DEUS...RS ABRAÇOS.

masadi disse...

BELO ESCULACHO. ALÉM DO MAIS, VOCÊ SÓ ERROU EM NÃO ACRESCENTATAR QUE É UM...........ESCROTO

Rocco disse...

"Entrega"? Ninguém aqui tá escondendo nada, mas tem sempre alguém com a paranoia a mil. Insisto, Zeza, fizeste humor do nível do CQC, e estás precisando conhecer Homens (com H maiúsculo, se não viste. A leitura que fizeste da minha "última frase" é mais uma vez... CQC). Andas prestando muita atenção aos Rafinhas da vida, e teu tom tá bem parecido. Repito: grande texto, Lola. Péssima piada, Zeza.

Zé disse...

NUNCA consegui assistir esse programa por mais de 2 minutos.

O próprio formato daqueles patetas de terno preto sentados e falando bobagens me ENOJA.

Mas, tem muita gente que gosta, fazer o quê, né?

MÜLLER CONTRA O MUNDO! disse...

Tempos atrás li um texto muito bom no Conversa Afiada onde o PHA falava sobre a "polêmica" envolvendo o CQC, o Bolsonaro e a Preta Gil: http://www.conversaafiada.com.br/video/2011/03/29/preta-gil-vai-processr-bolsonaro-nao-nao-somos-racistas/

Achei interessante o posicionamento do Paulo H Amorim.

andre i souza. disse...

Apoiadíssima, Lola.

V disse...

O Tass sempre foi um insuportável, o CQC é uma boquinha que alguém arranjou para ele. Tudo para enviar uma mensagem de ódio e preconceito, além de apresentar uma "verdade" sob a óptica da direita.

Marcelo Pereira disse...

Humor com grosseria não é humor. É mau-humor.

Por isso detesto CQCs, Pânicos e afins. Tudo a mesma porcaria.

Ah! Tas é o novo integrante do Instituto Millenium, a versão Hi-tech da Opus dei. Lá, a tecnologia é utilizada para defender ideias pré-históricas, de brucutu, mesmo. O BBBial está na cúpula, para vocês terem uma ideia.

O neo conservadorismo está aí. Triste.

Teo Ponciano disse...

Ele é o BIG BOSS TAS!

Anônimo disse...

Esse cara é um crápula! Vive fazendo piadinhas de péssimo gosto e passou da hora de ouvir algumas verdades. Parabéns !!!

Richarles disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Realmente esse tass é um grande babaca. Pimentel - RS

Anônimo disse...

Então por que Tas não processa Bolsonaro por ser homofóbico,pois conforme declaração do próprio, sua filha é homossexual.

Remindo disse...

PO CQC é daqueles programas que só os participantes dão risadas, as piadas são fracas e pouco inteligentes.

Mello disse...

Vai ver que foi por falta de amamentação, que esses bocós ficaram assim...

NITX disse...

EsTAS salindo de los anales de la historia?

Anônimo disse...

Favor substituir o nome doS comedianteS (?) por REACINHA BASTOS e Marcelo TAS DE SACANAGEM.

Aloisio Afranio disse...

Os outros do CQC até que têm algum talento, mas também acho o Marcelo Tas um tucano enrustido e um babaca arrogante.

Zeza disse...

Rocco

Por que tanta fúria, rapaz?
Achas mesmo que me ofendes insistindo em dizer que preciso conhecer Homens? Justamente porque conheço Homens é que sei que podemos mudar essa cultura machista/facista.

PS - A piada era pra ofender apenas os porcos chauvinistas, aqueles homenzinhos inferiores que acham que com grossura e humilhação pública provam a sua masculinidade e excitam as Mulheres... Mas tu não és um deles, certo?

LiLi Valente disse...

Eu simplesmente não assisto a esses boiolas enrustidos que fazem graça de tudo para fugirem da sua própria consciência embotada por conceitos arcaicos,eu sempre achei esse tal de Tas um chato,quer ser, mas para mim não é nada,e os outros chatonildos de plantão do programinha CQC acham que é bonito ser sem graça,acho uma grande bobagem quem perde tempo vendo um programa feito por pessoas medíocres.È minha opinião,Tas não vá me processar.

Ricardo Melo disse...

E aí, vamos fazer uma vaquinha para pagar um bom advogado? Isso vale a pena.

denis dias ferreira disse...

Lola, eu penso que você ainda não descobriu qual "liberdade" de imprensa o Marcelo Tas defende. Ao defender essa mesma "liberdade" você fica, por mais que você estrebuche e se sinta indignada, igualzinha a ele.

Cybershark disse...

Só podia ser obra da corja do CQC.

maria regina disse...

Bravo! Bravíssimo!!!!

Anônimo disse...

Lola, tô contigo e não abro!!!

Eu não sabia o significado da palavra: misógino (mi-só-gi-no)
adj. e s. m.
Que ou quem tem aversão às mulheres.

Agora entendo o motivo da ira do tal Tas. KKK...

Se ele tá bravo é porque a carapuça serviu.
Boa essa!!! rsrsrrssr

Elizabeth disse...

viu só seu Cloaca? em 2 de dezembro de 2009 eu escrevi na Babel sobre "O CQC e o humor mal intencionado".Desde entao, nunca mais vi essa trolha. Só ontem , pela rede social, soube da indigência. O tal Tas e seus comparsas são realmente um asco.

Luciano disse...

A piada do CQC é tão velha como esse "renascimento conservador", é velha e sem graça!Só reforça preconceitos, desinforma e deforma opinião! Mas serve ao gosto dos retardados da Band!

fabiola disse...

Que a trupe do CQC é babaca é fácil saber, assista 2 minutos do programa e tente não vomitar. Tas tá se achando a ultima bolacha do pacote né, coisa fofa, um verdadeiro reaçinha!

Para a Zeza: amiga entendo a sua raiva, tbm compartilho dela, mas cuidado,vc generalizou demais. Tem muito homem machista sim, mas temos homens de muita cabeça boa,esse sim são homens de verdade, que tbm acham um absurdo a misoginia. Essa guerra dos sexos não trás benefícios nenhum.Vamos lutar pelos direitos iguais e não pelo direito de achar que os homens são "porcos".
Aliás foi um duplo preconceito: você generalizou, e colocou os porcos como seres inferiores.
um abraço!

João disse...

O que me preocupa é a turma de babacas que segue esses babacas do CQC.

H.Pires disse...

Parabenizando o "enfrentamento" com o cqc/TAS, e dado sua desmedida reação, fica claro o quanto tudo mudou com o advento da internete. Muito poder, muita responsabilidade. Então, ficamos assim: O TAS falando e o JUMENTO cagan.., erro de digitação, defecando, indica que o segundo é extremamente util.

Luis R disse...

Cara, esse texto é a coisa mais legal que eu li, demais. É isso aí, onde é que eu assino. A Lola disse a verdade!!! Força, mulher. Homem de verdade quer Mulher forte.

Luis R disse...

Esse Tas, e esses humoristas paulistas, essa rede de tv e a grana por trás desse lixo, é patético, sem graça, estúpido e escroto.

SBENTENAR disse...

- QUANDO VI O "CABEÇA-DE-OVO"NO PROGRAMA MANHATTAN CONNECTION DO DIEGO MAINARDI E SUA "TCHIURMA" , O POLITICAMENTE INCORRETO ESTÁ MUITO ALÉM DAS LINHAS TUCANAS . . .

Cássio disse...

Precisamos mostrar para esses MACHISTAS ESTUPIDOS, que a população não aguenta mais essas imbecilidades na TV, que por sinal só tem uma mão para criticar, quando fazemos o mesmo ela vem com o discursinho idiota de que está ferindo a (sua) "liberdade" de imprensa. PARABÉNS POR EXPOR ESSES RACISTAS ARROGANTES....

Julio disse...

Muito bom, Lola. Será que o Tass vai me processar se eu disser que ele é homossexual enrustido?
Esse programinha meia boca da Band é de lascar. O tal Rafinha é um tolo que pensa que é engraçado. O pior é perceber que há público para esse tipo de cretinice.

Ane Brasil disse...

Lola, diga-me uma coisa: há muito tempo que ninguém ameaça nenhum processo contra mim... você poderia, por favor, me passar umas dicas de como irritar esse povinho CQC que merece mesmo ir pra PQP? sabe o que é: adoro brigar com cachorro grande... aff, bicho, li o seu outro texto e, numa boa, não tem nada que possa caluniar ou difamar alguém... a não ser que a minha liberdade de expressão mereça ser mais liberta que a sua! Buenas, aí a coisa muda um pouquinho de figura, né?
Sorte e saúde pra todos!

Alessandra Belo disse...

Excelente, mas é lógico que seguirei teu blog :)

Nison disse...

Onde Lola disse: Somos 52% errou.
Não divido o mundo em homens e mulheres, divido em Humanos e desumanos, com certeza somos muito mais que 52%.

Anônimo disse...

Sem comentários! Mulheres, vocês venceram novamente! Parabéns, Lola Aronovich! Sugiro a alguns invisíveis que vêm ler neste espaço, assistirem a um filme, cujo título em português é "O MENINO DE PIJAMA LISTRADO". É chocante ver o outro da cerca. Há um outro filme, também chocante, chamado "A LISTA DE SCHINDLER".
E tem outra: quando alguém vir u'a mulher amamentando, veja aquela mulher como uma cumpridora de seu dever sagrado que é alimentar um ser que poderá vir a ser alguém muito importante para a sua vida ou para os seus descendentes. Estas mulheres estão cumprindo ao menos um dos vinte e um pontos do documento "UM MUNDO PARA AS CRIANÇAS", da ORAGANIZAÇÃO das NAÇÕES UNIDAS - 2002 - http://www.unicef.org/brazil/pt/resources_10131.htm.
Abraço ao pessoal!
Paz e amor, mora!

Apenas, Marcia disse...

Tem horas que a estupidez de pessaos como esse MT é tãi grande que a gente nem sabe o que comenatr. Lola, escreva mais!

Hell Back™ disse...

Concordo contigo Lola. Tudo que eles fazem tem uma "arrière-pensée".

Anônimo disse...

Certíssimo, Lola. Apoiado. Sou mais um a assinar em sua defesa.

Cláudio Freire

Anônimo disse...

Bah! Fenomenal esse texto!
É bom pra vermos até onde vai o senso de humor de humoristas que acham que podem rir de tudo e de todos de qualquer jeito.
Po um lado, Eu acho que devemos levar sim as coisas de maneira mais leve, não sair gritando "Abaixo tal coisa" por qualquer motivo, mas concordo com tuas opiniões sobre as piadas que tem sido lançadas pelo pessoal do programa (pelo menos que eu acompanho de notícias na net, pois não assisto mais na tv)e do poder que a televisão tem. Eles "podem" dizer qualquer coisa e nós não?
Considero o Tas um homem inteligente, mas infelizmente tomou umas atitudes muito simplórias e completamente autoritárias contra ti.

ADILSON SANTOS disse...

É Interessante como Fascistoides Vagabundos e Canalhas são facilmente reconhecidos pelo Odor Nauseabundo que deixam em seus pré-mobralinos latidos. É o caso deste pequeno Coliforme auto Denominado Paulo Eduardo ou seja lá qual for o nome deste Lixo . Num determinado momento de seu urro, ela Grunhe : " Tenho Asco do Comunismo " , Ok , Verme , estamos empatados , pois tenho o mesmo sentimento em relação á Amebas como as de sua Laia, extensivo aos seus Familiares até a 19.Geração.


Meu pai , mandou muito lixo Nazi-fa
scista como voce pro inferno , na Segunda Guerra Mundial , e se divertia com a covardia desta escória no campo de Batalha.

Vamos em frente , Eliminando a Corja fascista , no passado á Bala, Hoje via Blog .

Anônimo disse...

Não se pode exigir de alguém, além de sua capacidade intelectual. Marcelo Tas e CQC, tem o intelecto para fazer esse "mal" humor, rastero e preconceituoso, nada além. Acho mais efetivo, boicotar os patrocinadores do CQC. Pode ser o início de uma boa faxina na TV, que de lixo já estou de saco cheio, tanto que só tomo conhecimento do que faz o CQC, pela repercussão na blogosfera.
Jairo Batista dos Santos

Alex Leitão disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Alex Leitão disse...

BRAVO! Enquanto militante social, político (PT, e com orgulho!) e de vários outros segmentos, estou totalmente contemplado com a tua atitude. Pode contar comigo para boicotar esses idiotas, hipócritas da Band, que pregão uma moral de pinico. A melhor maneira de boicotar esses caras é reproduzirmos esses fatos e fazermos as pessoas não assistirem esse programa patético!

Rogério Madureira disse...

Parabéns pela clareza do texto.

Flávio disse...

A gente conhece as pessoas nesses momentos. É isso mesmo que esse CQC é. Um programinha nada revolucionário. É a mesma coisa que Faustão e Luciano Huck.
É tudo a mesma m.

zejustino disse...

Parabéns, Lola! O ataque do BANDidinho hipócrita despertou nossa atenção para seu blog. A partir de agora (já!) sou mais um seguidor.

Quanto ao degenerado da BANDido, já ganhou neste que escreve um inimigo de classe há muito tempo. O tal degenerado pertence a uma coisa denominada "juventude do DEM" e tem trânsito livre entre os corruptos e entreguistas tucanos e pefelistas, além do apoio da mídia golpista.

Anônimo disse...

É realmente enojante esse cqc,apoio irrestrito Lola,é a primeira vêz que leio algo seu,vou virar assídua.
Abraços!

Anônimo disse...

Dá-lhe Lola !!!
Então o "Tas de Sacanagem" vai ter de processar todo mundo que acha que ele é um babaca arrogante ( e bem tucano, claro)...e isso é gente pra caramba , rsrsrsrsrs... Bom também é nem assistir esse lixo de CQC... Parabéns pelo post, parabéns pelo posicionamento....
Abs
Lais / São Paulo Capital

Fátima Sousa disse...

Mandou bem! E se pintar um boicote ao CQC, nem preciso aderir por que já o faço por conta própria!

Anônimo disse...

Esses caras são uns palhaços sem graça. Para eles, como para toda boa "elite" brasileira que eles se acham, a liberdade (qualquer que seja, economica, de expressão etc...) deve ser unilateral. É boa pra eles e ruim para o populacho. Afinal, já pensou se a rale começa a se considerar igual e fica enchendo o saco te obrigando a entrar em fila nos aeroportos?
Problema é que tem uma parte da população que ainda dá audiência pra isso.

Alexandre Gonçalves disse...

O que está havendo com a nossa sociedade? Parece que o bom humor dos anos 80 foi pro lixo, sendo substituido pelo mal humor dos politicamente corretos. Nessa, sr. Cloaca, o sr. errou feio. Viva a revista MAD! Viva o antigo perdidos na noite do Fausto Silva. E Viva o CQC!!! Precisamos parar com esses melindres advindos do humor. Humor é para rir não é para julgar e nem processar.

Alexandre Gonçalves disse...

Ah sim, antes que eu esqueça: o Rafinha é judeu...sem melindres.

Anônimo disse...

Inacreditavel como um programinha baixo nivel como o dele tenha audiencia. Gostaria muito ve-lo zoando a infeliz que o colocou no mundo...

Orlando Soares Varêda disse...

Parabéns por reagir com altivez a esses estúpidos. Trio de arrogantes oportunistas escrotos. Esta é minha opinião a respeito desses m.....

Orlando

Marcius disse...

Escreva Lola, escreva! E CQC - vai pra PQP, bando de merdas!

Anônimo disse...

Já que vc se acha tão políticamente correta ,e já que vc se tornou a porta voz dos judeus, pq vc não se indigna com as barbaridades cometidas em israel contra os palestinos? Vc não engana ninguém, e logo vai ter um processo atrás do outro, pq tem gente que te odeia!

lulu disse...

Sinceramente querida não é possível entender vc...Vc é contra uma mulher ser estuprada mas é afavor de assassinar crianças...

Reveja rápido seus valores...pq começa assim...hoje a gente aceita o aborto...daqui a 20 anos teremos que aceitar o estupro....vci td ficando muito normal né...afinal o que importa e ser feliz...que se danem os principios dos outros.

Anônimo disse...

Lamentavel a postura intimidatoria do Tas.

Em varias reportagens, percebi, ja antes das eleicoes, um alinhamento do CQC com a direita.

A forma jocosa e desrespeitosa como trataram o Netinho e o mal falar subliminar como trataram o PT, curiosamente apos o pleito sofreu um polimento forcado.

Em resposta a esse alinhamento politico/economico deixei de ver o CQC.

O mal gosto atingiu, apice quando vi o assedio do Danilo com o Requiao. Ficou claro que ele tinha um salario e por ele agia sem escrupulos.

O texto do estupro e do metro, perdi, porque ja nao dou a minima pra esses caras do CQC.

Acredito que esse comportamento visceral dos programas televisivos, tem a subliminar funcao de incentivar a bestialidade. Ser humano arremeda mais que pensa. Uma besta nunca vai entender como funciona essa matrix.

Parabens pelo seu relato. Ele me obriga a abrir espaco pra mais uma pasta, com o nome marcelo_tas, onde colocarei esse relato para futuras referencias. Isso é registro historico.

[]s

Anônimo disse...

A pelo amor de deus. também não concordo com a postura agressiva do Tas nos e-mails, mas acho totalmente exagerada a reação sua as piadas!

Anônimo disse...

PORQUE esse bando de desocupadas não vai fazer um protesto a favor da revisão do codigo penal que solta os bandidos? ou contra os corruptos de brasilia? tem tanto coisa pra protestar e essas feministas bitoladas querem fazer essa bitolagem de mamaço: ahh va procurar oq fazer.

ficar achando que isso é motivo pra morrer é ridiculo. O cqc protestou contra a futilidade desse protesto, tanta coisa ruim acontece no brasil e essas mulheres vao fazer esse tipo de protesto, tenha dó